Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Já está na altura de reconhecermos às mulheres a capacidade e a faculdade de falarem abertamente sobre sexo, embora seja da opinião que há coisas que não ficam bem nem vindas da boca de uma mulher, nem de um homem.

Enquanto nós continuarmos a fazer da troglodice a nossa linguagem universal, iremos continuar a ser os maiores inimigos das mulheres. E estas por sua vez, enquanto continuarem a ver todas as outras mulheres como galdérias, também continuarão a ser as suas próprias maiores inimigas.

15 Comments:

  1. escarlate.due said...
    pelos vistos o problema está na definição de cada um desses conceitos

    "troglodice" caramba acrescentaste mais um vocabulo ao meu dicionário. a palavra até é gira.

    mas olha lá... as mulheres são inimigas???

    pois... bem, na minha casa sexo nunca foi considerado tabu nem nos tempos da pré historia em que eu era 1 criança e podia perguntar o que me apetecesse ao pai que ele pacientemente respondia.
    mas convenhamos que falar de sexo é uma coisa (boa, bonita, agradavel e necessária na vida)e banaliza-lo é outra (digo eu)

    quanto a ver em cada mulher uma inimiga (ainda estamos a falar de sexo?) se calhar então teriamos de esmiuçar outras questões como auto-confiança por ex ou confiança mutua e isso dava pano para mangas que esta caixa não permite (também digo eu)
    Erotic Spirit said...
    where to start... sex is important but so are many more things. It shouldn't be tabu but agree there are conversations that are best limited to those that care and are honest enough to have them.
    that being said, what do u mean by troglodice? lol

    and its more than galderice that make women turn on each other, its sadly uglier; its envy. But that is a human flaw not really a woman's phenom, success comes with the loss of most of one's relations.
    Maria, Simplesmente said...
    Portanto as "troglodices" são as palavras dos "trogloditas".
    Trogloditas = a homens das cavernas.

    Este sinónimo chega para classificar a mentalidade ainda existente na maior percentagem de homens que adoram falar da mulher, ainda hoje, como um ser baixo, que somente serve para diversão e prazer sexual.
    Esquecem os "trogloditas" que, ainda hoje, só podem existir, porque essas mulheres, os fizeram com outros trogloditas, que muitas vezes a única satisfação que tiveram foram uns, poucos, momentos, enquanto esses seres pouco inteligentes chamados "mulher" durante nove meses carregaram no seu ventre mais um troglodita, a quem dão todo o amor, para depois também ele denegrir mulheres como ela.
    Há muito que, para a mulher falar de sexo é um assunto normal, tão normal como natural.
    Talvez por isso a mulher para quem sexo é natural, não sinta necessidade de utilizar a tal linguagem que, como dizes, fica tão mal no homem como na mulher.
    Penso que nesse aspecto e talvez devido á naturalidade com que a mulher encara o sexo, não tem problema em falar nele sem as desnecessárias palavras, excitantes talvez para os "trogloditas", mas com palavras e gestos de amor, a que o troglodita também não resiste.
    Isto tem muito que se lhe diga, e há muito que o sexo é discutido sériamente entre o sexo feminino e debatido também entre os dois sexos.
    Sobre o assunto há livros e como sabes a educação sexual deve ser começada em casa.
    Não mais me esqueceu a resposta dum amigo meu, a quem o filho perguntou, quando todos estavamos reunidos num grupo de amigos almoçando na casa deles, quanto tinha custado se fora muito caro.
    A empregada da casa dissera-lhe que os bebés eram comprados, e custavam caros.
    A resposta do pai foi esta: - O que tu custaste a mim e à mãe, meu filho... foi um grande prazer.
    Os pais dele estavam presentes e condenaram o que ele disse, mas o miúdo mais tarde dizia à irmã que ela também tinha custado aos pais um grande prazer.
    Desculpa já me alonguei demais, mas eu sou pela naturalidade de tudo o que faz parte da vida. Não há que esconder, e acho muito mal quando leio certos comentários ou certas descrições a descambar para a... "troglodice".
    Quanto a ver uma mulher como uma inimiga... não.
    Cada uma de nós mulheres tem o seu lugar.
    Cada homem e mulher têm as suas perferências... imagina sermos todos e todas iguáis!...
    Aí é que era uma desgraça.
    Maria
    Fa menor said...
    Acho que uma mulher pode falar abertamente sobre sexo, sem a necessidade de usar linguagem, digamos, banal ou de baixo nível.
    Tudo tem o seu nome próprio que é sempre muito mais bonito do que qualquer 'alcunha'.
    E é tão natural "como a sua sede"! lol

    Ah, e não vejo TODAS as outras mulheres como "galdérias",
    mas de vez em quando uma ou outra até parecem que o querem aparentar...

    Bjins
    uminuto said...
    assino por baixo, porque concordam plenamente
    um beijo
    Anónimo said...
    Concordo contigo amigo
    As mulheres hoje em dia estão mais aptas a falar de sexo, mas nem homens/nem mulheres escusam de ser obscenos, nao e assim que se deve dizer?
    Eu nao falo tanto assim sobre e de sexo, faço o na intimidade, converso entre quatro paredes, mas conversar e falr sobre isso por aí,com os outros, nem tanto assim.
    Tabus, tenho, mas preservo a intimidade de falar sobre sexo...e para mim este envolve sempre amor/desejo/paixão. Mas costumo dizer que não sou pudica, siomplesmente abstenho me de falar sobre determinados assuntos
    Bjo amigo...boa semana para ti e familia
    Tema escolhido do que escreveste
    Luadoceu
    Secreta said...
    Olha , acho que concordo em tudo ...
    Os homens "perdem" em ter uma linguagem tão rasca, e as mulheres perdem, por considerarem as outras sempre um "alvo" a abater, ou seja, por se considerarem rivais em quase tudo.
    Beijito.
    arte por um canudo 2 said...
    Que lindo seria elas falarem bem delas.Não, não pode ser e o mundo nunca mais seria igual..abraço
    Parapeito said...
    :))
    e depois de ler tudo....mais nao digo
    só isto: brisas mansas pata ti **
    tulipa said...
    Noutros tempos...na minha infância, na casa dos meus Pais e na dos familiares, sexo sempre foi considerado tabu...

    Nem de propósito, acho que o tema do meu post tem tudo a ver com o seu, quer vir espreitar?
    HOJE decidi escrever sobre "flirt" e convido a responder à pergunta que faço, pode ser?

    Mas, afinal, o que queremos com o flirt? Jogar apenas, sem consequências? Alimentar a nossa auto-estima? As teorias dividem-se.
    É assim com os animais, é assim connosco. É uma coisa física.”
    Vou deixar uma pergunta no ar:
    O que é para si o flirt?

    Beijinhos meus.
    Maria, Simplesmente said...
    É verdade... eu sei que todos nós temos dias e dias... e são vocês que me ajudam a ultrapassar momentos depressivos que por vezes me atacam...!
    É o tempo... como eu digo, as baixas pressões dele (tempo) que me provocam estes estados de alma.
    Isto passa, pelo menos faço por isso.
    Boa semana
    Maria
    Blogadinha said...
    Art,

    «A primeira impressão é sempre um pré-conceito que se faz de alguém antes de a conhecer (...)».

    Onde é que eu já te li isto?!

    Caro Art, andas a conhecer as mulheres erradas... honestas, porém erradas!

    Ah sim, subscrevo a troglodice.
    Claro, né?... loool

    Bjo
    Je Vois la Vie en Vert said...
    Com os meus pais havia tabus, comigo e os meus filhos não tive, Conversei, deixei livros,estive sempre disposta para responder a perguntas mas nem por isso se abriram muito...
    Agora, não gosto de palavrões e se os actos têm nomes, porque derturbá-los ?

    Com as minhas melhores amigas, não falemos de sexo, somos casadas e achamos que é um assunto pessoal, não quer dizer que podemos dizer algumas piadas ou enviar por email mas sempre tudo leve.Somos mulheres normais.

    Achar as outras mulheres galdérias ? Não, posso não entender certos actos que não fazem parte da minha maneira de ser ou agir,mas não vou ofendê.las por cima. Cada um sabe de sim a partir do momento em que não faz mal aos outros. Há todos os gostos na natureza.

    BEIJINHOS
    Verdinha
    jardinsdeLaura said...
    Estou de acordo... sobretudo com o segundo parágrafo!
    █► JOTA ENE ◄█ said...
    ººº
    E tens duvidas que elas falam abertamente de sexo quando estão entre amigos?


    Falam mais e melhor que nós homens, isso te garanto.

    Abraço

Post a Comment