Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Eu sei que os "ses" não nos ajudam a andar para a frente, porque são bem capazes de nos prender os movimentos se não os soubermos usar como motores para nos fazer seguir em frente na vida.
Os "ses" fazem parte da vida, porque se não fossem eles, se não nos interrogássemos, se calhar seria porque não existíamos. Os "ses" comandam uma boa parte da nossa vida, porque os sonhos dependem dos "ses" da vida.
Parece que é mesmo assim... cada um de nós tem uma "pasta" cheia de "ses"... faz parte... assim como faz parte cada um de nós ser um "se" na vida de alguém.

15 Comments:

  1. contradicoes said...
    Concordo inteiramente contigo. Não sei se só uma mala dará para armazenar os "ses", tal quantidade que possuímos. Um abraço
    Erotic Spirit said...
    ses r just comfy excuses.
    when u really want something there are so such thing as ses, just brut sheer will power to overcome ses and all else. But ses r just comfy excuses that we use because deep down we dont want it that badly after, not bad enough to overcome self and ses anyway.

    :)
    Luadoceu said...
    Concordo contigo!!!!!!!
    Eu já tive muitos ses..Ainda tenho ses...eles é que talvez com madurecimento e experiencia de vida...possam vir a dimunuir...mas é uma grande verdade, fazem parte da nossa vida
    Jovem : e se eu crescer quero ser alguem na vida,ter um amor na vida,ter filhos, ter trabalho. E seu eu fosse mais velho faria isto, faria aquilo, ia viajar...por aí adiante!
    Adulto : Ai se eu fosse mais jovem mudava isto na minha vida, tinha feito isto ou aquilo,o que mudaria eu....e outras mais!
    Idoso: Ai se eu pudesse voltar a barriga da minha mãe, o que sei hoje não queria estar aqui....alguns....))
    Eheheheh
    Beijinhos Art
    A Luz A Sombra said...
    E se...?

    É bom que hajam "ses" na nossa vida, pois os "ses" fazem-nos pensar, e ajudam-nos a não atirar de cabeça à primeira situação que nos pareceu agradável e ao fim de pouco tempo vemos que teria sido melhor se nos tivessemos questionado com os nossos "ses".
    São travões, mas travões necessários, muitas vezes surgidos de outras situações em que não os utilizámos e despois nos arrependemos.
    Os "ses" são os travões de quem não faz da vida uma aventura.
    Talvez se os "ses" fossem mais usados não houvesse tanto sofrimento neste "paraíso" (ahahah) a que alguns chamam "vale de lágrimas".
    Não podemos abusar do seu uso... mas não devemos esquecer que existem para ser usados.
    Maria
    zé lérias (?) said...
    Se os "ses" não existissem talvez o Sr. Jacques de la Palice não ficasse na história ;)

    Abraço e bom fim-de-semana (ainda é assim q se escreve?)
    Fa menor said...
    Boa reflexão!
    Sem os 'ses' não caminhávamos mais longe... mas também com eles ficamos pelo caminho tantas vezes.

    Beijos
    Je Vois la Vie en Vert said...
    "Avec des si, on pourrait mettre Paris en bouteille! "com SES podia-se colocar Paris numa garrafa"...

    É o que se costuma dizer em francês.

    O "Se" não nos leva a lado nenhum.

    Se eu tivesse feito....já não serve porque passou !
    Se eu pudesse....não vale a pena dizer mas tentar !

    Beijinhos ventosos

    Verdinha
    Maria, Simplesmente said...
    Os "ses" são os nossos cintos de segurança no "carrocel da vida", não te parece?
    Que seja bom o próximo domingo e dias que se lhe seguem.
    Mi said...
    A vida é quase um mar de Se's e o nosso caminho é uma escolha dos melhores Se's entre todos os eles.
    Mas eu nada sei, porque estou cheia de sono e precisava era de recarregar baterias!
    Secreta said...
    É isso , os "ses" fazem parte! Temos é de aprender a enfrenta-los e a ultrapassa-los!
    Beijito :)
    Jaime Piedade Valente said...
    Convém não esquecer que o "SE" deve andar ligado ao "ENTÃO": a condição e a consequência. Por exemplo: Se me esforço, então sou recompensado.
    Luadoceu said...
    OL
    So para te dizer: tens um miminho no meu blog novo
    Beijinhos
    Fragmentos Culturais said...
    ... é verdade que a nossa vida anda cheia de 'ses', mas nem sempre são pertença nossa!

    Um beijo amistoso,
    Sensibilizada pela presença em 'fragmentos'
    Skinonskin said...
    Tenhos tantos "ses" neste momento...talvez "se" me passar eu volte... :)

    Beijos sem "ses"
    MARTHA THORMAN VON MADERS said...
    final de tarde, vir aqui e ler você é muito, muito bom.
    Podemos sempre recomeçar, acreditar...viver!

Post a Comment