Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

A vida reserva-nos muitas surpresas, só não sei se vale sempre a pena aguardar por elas. Então quando se referem ao amor... sinceramente não acredito que o amor seja a escolha de quem quer a felicidade, porque muitas vezes, ou até mesmo a maioria das vezes, o amor e o sofrimento andam de mãos dadas.

São tantos os sofrimentos que sentimos quando amamos, que não acredito em quem diz que amar não faz sofrer, porque quem ama sofre, e sofre muito... um sofrimento tão grande quanto o amor que sente.

Com o avançar da idade vamos amadurecendo, e isso permite-nos criar a virtude de irmos sofrendo com paz, com resignação, com renúncia, e com equilíbrio interior. Quando assim é o sofrimento faz-se com menos amargura, com menos lamentações, com menos vazios, com menos dor, e com menos desespero. Porque há dores muito intensas no amor, como a dor da separação, a dor da saudade, ou a dor da incerteza... São dores demasiado cruéis.

Então eu pergunto: Como vamos fazer escolhas? Porque o amor não é uma escolha, simplesmente acontece, está lá, e só o amor é capaz de curar as dores do amor. Por isso podemos até conseguir ser felizes, mas vamos estar sempre a sofrer... por amor...

17 Comments:

  1. Carla said...
    e eu digo...concordo plenamente. Por cada sorriso há no amor uma lágrima gémea.
    beijo
    Je Vois la Vie en Vert said...
    O melhor é deixar simplesmente as coisas acontecerem...

    O amor fez-me sofrer quando fiquei 4 horas sem notícias da operação do meu marido que em princípio durava 2 horas
    mas trouxe-me alegria quando o vi sorrir para mim !

    beijinhos da

    Verdinha
    Fa menor said...
    Eu acho que vale mais sofrer as dores do amor do que nunca amar...

    o amor também pode ser uma escolha, enquanto predisposição para amar ou para se curar de um amor que pode causar mais mal do que bem. E há que saber distinguir o que é amor e o que apenas se mascara dele.

    De qualquer modo o amor é essencial à vida, acho que sem o sentir não nos realizamos enquanto pessoas.

    Bjinhos
    luadoceu said...
    Amigo, permite me tratar te assim.

    Para ser feliz, nao precisamos, na minha opiniao, nem tudo e linear,não precisamos de um homem para ser feliz,ajuda, porque precisamos de apoio, de companhia, pq as vezes a vida traz contrariedades e uma relação a dois é mto complicada. Há mais situações que a realização sentimental que nos fazem feliz.

    Não e so o amor que traz sofrimento, nao podemos culpar o amor de tudo.

    Porque e na relaçao a dois que esta a base da alegria ou sofrimento, sao homem/mulher que sao culpados por si do sofrimento,nao o amor em si....porque quando ha amor,ha alegria, ha cumplicidade, ha entendimento, ha compreensao, ha aceitaçao da parte um do outro e etcs....ha sofrimento,mas nao sempre, o sofrimento no amor, associo o as preocupaçoes um do outro, quando ha filhos, quando ha dividas, quando ha maltratos, quando ha infedilidade, quando ja nao se conversa, nem se entendem um com o outro....o amor pode ainda estar la, mas o dia a dia complica esse amor que os uniu um dia..e entao quando engloba filhos...ui...e mto complicado, ou se aguenta a relaçao ou nao....

    Beijinhos e boa semana p ti e teus
    Maria, Simplesmente said...
    Não... o amor não é só sofrimento!
    Quem ama não tem necessáriamente de sofrer.
    Conheço quem seja feliz, anos e anos, sofrendo sim, mas amparados nesse amor.
    O amor é também a bengalinha que nos ajuda quando precisamos dum amparo e sofremos nos maus momentos que se nos deparam na vida.
    Lógico que há amores que nos causam dores, a perda... a espera sem solução, mas só um dia damos por isso. Se fomos felizes e ficámos com boas recordações esse amor continuará a amparar-nos.
    Isto é quando o amor é verdadeiro.
    Sabes há grandes histórias de grandes amores... e por vezes ignoradas porque não são contadas pela "História".
    Há vidas... e vidas!
    Diverte-te
    Maria
    Je Vois la Vie en Vert said...
    Querido Amigo,

    Se quiseres fazer o desafio do meu "Coffre des Trésors", é com muito gosto que te convido !
    Também nem todos os convidados o fizeram...

    Beijinhos

    Verdinha
    ana p roque said...
    Art,
    Como tu dizes,o amor não se escolhe,acontece.
    Eu pessoalmente não acredito,quando dizem que são mais felizes sem amor,isso é mentira!
    Todos,de uma forma ou de outra,têm amor,por uma pessoa,pela familia,pelos filhos,por animais,pela natureza,pela arte,etc.
    Quanto ao amor por uma pessoa,só faz sofrer,quando esse amor não é suficientemente maduro para aguentar com a parte boa e a menos boa numa relação.Se os dois não caminharem lado a lado,num entendimento mútuo,se em dias nublados,não fizerem o possível para darem um passo em frente,cada um,então não há amor!
    O amor só é cruel,quando é doentio,prepotente,desconfiado,assim vão sofrer os dois,sem necessidade nenhuma.
    O amor,só por si,não chega,se ele não for construído,numa base de entendimento,cumplicidade,sem segredos,lealdade,fidelidade,se um dos dois,ou nenhum dos dois,conseguir este patamar,não vale a pena.
    Eu acredito no amor,mesmo que se sofra,uma,duas,três,as vezes que for preciso,mas ele um dia vem,o amor verdadeiro,calmo,maduro e com ele a compreensão a cumplicidade serena.
    Não se ganha nada,mas mesmo nada,em alimentar as chagas de amor,quanto mais pensamos nelas,mais dóiem.O tempo,atenua as dores,mas para isso,não podemos estar sempre a pensar no mesmo...
    O amor,se o ser humano quiser,é sublime!
    Bjs
    Miosotis said...
    ... um texto divagador sobre o amor!

    Mas, nem tudo é mar, nem tudo é terra, vejamos esta expressão em sentido figurado!
    Há casos bem sucedidos, há amores que permanecem doces, estampados em cada gesto, por uma vida. São raros, mas acontecem!

    O sofrimento, o sofrimento vem muitas vezes, em nada, em tudo! Não é exclusivo do amor...

    Um beijo
    Secreta said...
    Não podia estar mais de acordo contigo! Quem ama sofre e não vale a pena negar!
    Erotic Spirit said...
    we care therefore all matters the good and the bad :)
    but there are joys! The smallest most simple little care is enough to out do any of suffering and what nots
    So there is suffering and there is wonderful joy
    :)
    MARTHA THORMAN VON MADERS said...
    É a vida....é assim, acontece...
    beijos e um carinho.
    Fragmentos Culturais said...
    ... difícil comentar depois de tanto já escrito!

    Falar de amor já é difícil! Ou melhor expressar aquilo que sentimos perante tal sentimento é que é!

    O sofrimento é um estado/dor que nos 'persegue' em qualquer instante...

    Um beijo
    mjf said...
    Olá!
    Como dizes, e muito bem , nós amadurecemos e começamos a estar emocionalmente mais fortes...
    Pelo menos sentimos as coisas de maneira diferente, talvez mais serena...
    Sei lá!!!!!!


    Beijocas
    A Luz A Sombra said...
    Afinal como será viver uma vida sem amor?
    O amor acontece, sim senhor, e por vezes quando menos esperamos, quando pensamos que somos suficientemente fortes para viver sem ele.
    Mas terá sentido uma vida onde o amor não entrou?...
    Será que podem existir vidas assim?...
    Se me disseres que isso pode acontecer porque a desiluzão de alguém que amou foi tão grande, devido a traições, mentiras e abandonos... acredito que a pessoa a quem isso aconteceu não queira mais "ligações" mas amor... duvido que não sinta mais amor, pode sentir "ódio" pelo que se passou, pois este é como tu sabes um sentimento que "mascara", muitas vezes, o amor. Mas viver sem um pouquinho dele... não acredito.
    De certeza mais tarde ou mais cedo irá procurá-lo nalgum lugar.
    O ser humano para poder viver tem de se sentir amado.
    Que seja boa a próxima semana.
    Ama quanto poderes...
    A Luz A Sombra
    Miriamdomar said...
    Art
    As dores do amor ,fazem parte das dores de viver com amor!
    Bjo
    Oliver Pickwick said...
    Como você mesmo disse: "acontece". Portanto, resta-nos correr o risco. Do contrário, nos frustaremos para o resto da vida.
    Um abraço!
    Parapeito said...
    :)
    A haver culpa...não é do amor...mas sim de quem ama...da forma como ama :)
    Penso que o verdadeiro sofrimento...é nunca ter sido amado...é nunca ter amado ninguem..
    Quem ama realmenet...nao sofre...sofre sim quando deixa de amar...por isso.só temos de amar...amar muito :)
    (eu sei que não é assim tão fácil)
    mas não custa tentar
    Dias cheios de brisas mansas****

Post a Comment