Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Diz-me porque é que me queres dar a chave do teu quarto, se não queres que eu entre e te ame, mas apenas queres que eu te tenha mais uma vez... e por um momento?

Ligas-me toda romântica a dizer que estás triste por partires amanhã de manhã bem cedo!!! Dizes-me que às vezes sentes a minha falta quando estás nos teus momentos de solidão!!! Perguntas-me se eu não me sinto só também!!!

Respondo-te com toda a delicadeza... Não podemos continuar tão apegados, por isso vamos procurar viver vidas separadas. Consegui resistir, e deixar-te partir... Perdi o amor que sentia por ti, o mesmo amor que tu nunca demonstras-te teres sentido por mim.

Não há forma de nos reconciliarmos. Assim tu podes reconstruir aquela parede que te faz sentir sempre mais forte e distante. Tu não tens o direito de me perguntar como é que eu me sinto. Talvez um dia eu te possa encontrar, e olhar-te nos olhos, mas por agora vamos continuar a viver vidas separadas.
É tão fácil o amor levar à solidão...

8 Comments:

  1. NunoSioux said...
    É mesmo Art, é fácil o amor levar à solidão, à distancia e aos olhos molhados.

    Como sonhador que sou acredito no amor verdadeiro no amor de criança. Aquele amor que nos faz voar baixinho e abrir os braços para o mundo...

    Mas também acredito na saudade, na distancia e no amor não correspondido... É difícil e doloroso amar quem não nos corresponde da mesma maneira, chego ao ponto de achar impossível encontrar alguém que nos ame de igual forma, com o mesmo peso e com o mesmo amar de criança...

    Amará sempre mais um do que o outro?

    Há relações de amor com medidas iguais?

    São algumas respostas que ainda busco, que tento encontrar mas que a vida ainda não me soube responder.

    Já amei demais e não fui amado da mesma forma
    Já amei de menos e fui amado loucamente...

    Tudo isto me leva a pensar, que não devo censurar quem não me correspondeu, e que devo compreender a raiva de quem não correspondi...

    A vida é um carrossel de emoções......

    E o que realmente amo incondicionalmente é a vida....

    Um Abraço Art
    NunoSioux said...
    E desculpa a extensão mas quando toca a este assunto.....

    Fica difícil parar!

    :)
    GONIO said...
    E dói tanto quando o amor nos mata por dentro... :(
    foryou said...
    parece que já tudo foi respondido ao que escreveste... ou não

    Å®t, o amor não é para ser entendido mas apenas sentido (digo eu...).
    há diferentes formas de amar porque há diferentes formas de sentir. o amor de um momento também pode ser amor... talvez...
    e há o amor que se sente sem se admitir. e aquele que apesar de amor não deixamos que seja mais forte que a nossa vontade de algo fazer.
    e há o amor que se guarda numa caixinha cá dentro, bem guardadinho por forma a deixar-nos seguir o nosso caminho.

    é tão fácil o amor levar à solidão... e nós somos capazes de não nos sentirmos sós, mesmo que amemos, temos é de querer muito ou... amarmo-nos a nós mais que qualquer amor
    talvez...


    beijooooooooooooooo
    Dä®k Añgë£ said...
    Art,
    Quem tiver a capacidade de se amar a si mesmo, nunca sentirá solidão, porque quem gosta de estar consigo mesmo, nunca sentirá a necessidade de estar no meio de uma multidão para se sentir feliz e realizado. Quem gosta de si mesmo nunca está só, porque gostando de si mesmo passa a ter a capacidade de gostar dos outros também, e passa a ter um enorme prazer em dar. É este o segredo da felicidade, porque o amor é o segredo para nunca nos sentirmos sós. Quem ama está sempre acompanhado.
    O que pode levar alguém à solidão é a mistura do amor com o prazer da conquista, porque quando isto acontece mais cedo ou mais tarde acaba-se por se sucumbir. Quando um amor precede um outro, e a conquista uma outra, é aí que começa a residir o mal que nos levará à solidão.
    Bjos.
    Patxi Angel said...
    E é tão difícil reconhecer que chegou a altura de deixar partir aquela pessoa, dói tanto...
    Excelente post, Art!
    Beijinhos
    Anónimo said...
    Helena D. disse...

    O amor leva sempre à solidão quando não é igualmente sentido pelos dois.
    Helena D.

    04 Abril, 2009 15:11
    Anónimo said...
    Miosotis disse...

    ... poderá ser fácil!
    Mas o difícil é não permitir que isso aconteça!

    A solidão só deveria ser permitida a quem vive só! Quando se vive a dois, embora com momentos próprios, é importante não cavar a solidão!

    Vin em busca de 'Last Night' e depois vi que já não tinha 'entrada'...?!
    Descobri este novo espaço, entrei a medo... mas fiquei. Gostei da música, muito 'café del mar', gostei de algumas notas registas.

    Um beijo
    ... pelo olhar afectuoso ao longo do tempo, me sensibilizas!

    08 Junho, 2009 02:11

Post a Comment