Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

É bom quando estamos com alguém com quem conseguimos partilhar um espaço e um tempo em profundo silêncio, e em que as palavras são desnecessárias. Isso significa que não há um espaço igual ao nosso... não há um tempo igual ao nosso... nem uma vida igual à nossa. Há o nosso espaço... o nosso tempo... e a nossa vida...

É bom partilhar, e mais tarde recordar, todos esses momentos... e todas essas vivências... mesmo que se saiba que do passado o que nos fica são recordações de momentos mais do que palavras. O que nos fica são fragmentos de vida que dificilmente conseguimos juntar para formarmos novamente um todo.

19 Comments:

  1. Secreta said...
    Quando estamos com determinadas pessoas , o silencio diz tudo!
    Beijito.
    Erotic Spirit said...
    So true...
    Thank you so much for the words you left me during my hardest time.
    Big hug & kiss
    :)
    Maria, Simplesmente said...
    Tens razão!
    Ficam-nos fragmentos de vida que não mais se encaixam uns nos outros para podermos viver um passado que desejaríamos voltar a viver.
    No entanto, esses fragmentos foram vida vivida tão intensamente que por vezes o silêncio em que nos mergulhamos parece que nos poderá levar de volta...
    É bom compartilhar espaços em silêncio, espaços de vida que serão recordações, recordações que mesmo de quem é invisível, sabemos que pode ser vísível noutro espaço.
    É como se existisse uma quinta dimensão...
    Maria
    Mel said...
    Art, esses momentos em que nada é preciso falar são mesmo especiais! Quando a presença por si só basta!
    Um beijo e bom fim de semana!
    ▒▓█► JOTA ENE ® said...
    Bonito, amigo... por vezes nem nos apercebemos desses detalhes tão importantes nas nossas vidas.
    Oliver Pickwick said...
    Aliás, num dado instante, o espaço-tempo é único. Os fragmentos que se refere são reais, nos acompanham até o resto de nossas vidas. Ainda bem!
    Um abraço!
    Cöllyßry said...
    A partilha a mais difícil de concretizar, mas não impossível, tenho a felicidade de o fazer, o mais belo sentimento de companheirismo...

    Lindo resto de dia...

    Doce beijo
    Desconhecida said...
    existem momentos, em que as palavras estão a mais, e basta o silêncio para dizer tudo o que sentimos...fantásticos esses momentos, não? :)

    beijos
    mjf said...
    Olá!
    Há silêncios que dizem mais que 100000000 palavras ...
    ;=)

    Beijocas
    Miriamdomar said...
    A beleza dos fragmentos duma vida é que não se podem juntar num todo !
    Porque são fragmentos diferentes ,que nos dizem ou disseram muito!
    O silêncio ,fez deles momentos únicos, onde as palavras não são necessárias!
    Mas são esses fragmentos que nos dão uma sensação de plenitude, ou seja, de uma vida vivida !
    Bjs
    Carla said...
    mais do que bom...é perfeito esse sentir de silêncio partilhado
    beijos
    Elsa said...
    Art,

    já tinha saudades de aqui passar...
    melhor do que alguns silêncios só mesmo o brilho de um olhar...

    jokas
    Elsa
    C Valente said...
    Saudações amigas
    Maria Emília said...
    Que bela divagação sobre o amor. O silêncio é tão eloquente, tão apaziguador, tão sensual. Que previlégio poder partilhar um silêncio a dois.
    Gostei de encontrar o seu blog. Vou voltar.
    Um abraço,
    Maria Emília
    Parapeito said...
    é bom muito bom...quando temos alguem ao nosso lado em silêncio...e nos sentimos bem...

    Um abraço....fico contente por andares a ler recados antigos no parapeito***
    nOgS said...
    Isso é coisa rara, Art. Até no amor...


    Beijo
    - Nααh. said...
    amei esse post, diz tudo. simples assim.
    escarlate.due said...
    o que nos fica são fragmentos de vida que já não prefazem um todo mas que só por terem ficado, podem fazer de nós o próprio todo
    Miosotis said...
    ... é! ... Não há!
    É bom partilhar, sim, guardar... não se guardam recordações! Ela vivem e nos acompanham...
    Um beijo

    ... pela distância no espaço, mas a proximidade no sentir, 'em fragmentos'!

Post a Comment