Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Para mim existir é vaguear, andar pelas ruas observando, e olhando curiosamente cada olhar, cada sorriso, cada gesto. Gosto de vaguear pelas ruas e pensar sobre o bem, e sobre o mal... sobre o perverso, e sobre o pudico. Gosto de fugir de mim, e fechar-me no irreal, na utopia, e na ilusão.

Gosto de existir no corpo, de desistir da alma, e de correr com tudo... com ideias, com tabus, com sonhos, com ilusões... correr comigo próprio, e partir para algo abstracto, indefinido... procurando o infinito...

Às vezes fico a pensar que sou apenas alguém que gosta de complicar certas coisas simples. Alguém que gosta de contrariar tudo o que é amargo para o tornar doce. Ou apenas alguém... no fundo... uma pessoa normal!!! Será que sou??? Mas afinal que interessa tudo isto???

19 Comments:

  1. tibeu said...
    Dificil entender onde começa e acaba a loucura. A propria vida é uma loucura. beijo e bom ano
    escarlate.due said...
    gosto de vaguear pelas ruas e observar (mas eu sou suspeita, é capaz de ser deformação de profissão)
    tu? normal? ehehehehehehehheehehehehheh isto responde? :P

    beijinhossss
    Maria, Simplesmente said...
    Diz-me:
    Onde começa e acaba o normal e onde começa e acaba a loucura?
    O que é para ti o normal?
    O que é para ti a loucura?

    Será o normal o que tu entendes ser?

    E a loucura?

    Colocas problemas de interesse e que fazem pensar.

    Há um entendido na matéria que respondeu: "Não há fronteira entre o normal e a loucura..." quando lhe fizeram estas perguntas, eu também penso que não. E tu?
    Bj
    Maria

    5/1/09


    Não devia ter eliminado o comentário e por isso peço desculpa, mas depois de o ler vi que, com a pressa, aquelas palavras não estavam correctas.
    Maria
    Um Poema said...
    ....

    "Vaguear"
    ... e não é uma maravilha?

    Um abraço
    Deusa Odoyá said...
    Olá meu ilustre amigo!
    Desculpe minha aus~encia, mas estive acamada, retornando aos poucos.
    Desejo, que seu ano de 2009, possas realizar todos os seus sonhos.
    Quie Deus continue sempre a iluminar seus caminhos.
    Obrigado amigo, suas visitas ao meu cantinho.
    Um belo e sugestivo Post.
    Beijos meu amigo.

    Regina Coeli.
    Fique na paz.
    NunoSioux said...
    Não, claro que não és normal Art!
    Que o Lord te ajude por isso...
    Normal é comprar o passe, ser mais um na multidão, dar de comer aos filhos e dormir...
    Ainda bem que temos gente a pensar a vida...

    Gente que não pensa como a gente, mas ainda assim é mais do que gente....

    Abraço!!!
    Carla said...
    a mim interessa-me, porque ao ler-te encontrei alguns pontos comuns com o meu vaguear
    beijos e um bom ano
    Miriamdomar said...
    Art
    Para mim, vaguear, faz parte do existir !
    Umas vezes, preciso desse vaguear, para me encontrar, para me analisar , para ter um pouco de paz!
    Outras vezes,preciso desse vaguear, para simplesmente, admirar e observar !
    Pensa, naquela sábia frase que diz "De sábio e de louco todos temos um pouco"!;)
    Bjs
    trouble sleeping said...
    É a procura da Felicidade, Amigo
    Beijinho
    Pícaro said...
    Depois de tanto tempo a pensar na razão do porquê de pensar em tudo desisti. Limitei-me a deixar-me levar.

    O "normal" é chato!! x)

    Abraço
    Mi said...
    Sinceramente, não sei se limitaria o "existir" ao "vaguear". Ainda assim, é um facto que vaguear também compõe a existência... pelo menos, a minha.
    Com efeito, é quando se vagueia, na solidão, sem destino definido, nem rota traçada, que nos podemos entregar às ondas do nosso pensamento, que flutua, ou voa, se nos entregarmos antes ao vento. É um modo de fugirmos de nós, pelo menos, da nossa consciência.
    Assim, perdidos na reflexão, podemos procurar esse tal infinito que ansiamos encontrar, agarrar, possuir para nos completar, não para a eternidade, mas a partir do momento presente mais próximo.
    Isto é complicar? Não sei... O ser humano é, ou deveria ser, à partida, um ser complexo, por natureza... Creio que faz parte da complexidade humana. Mas que imteressa? Não sei... A mim não me importa muito. E a ti?
    Secreta said...
    Penso que de uma certa forma , todos nós "gostamos" de complicar as coisas simples ... é uma condição do ser humano :)
    Estou de volta, e quero agradecer-te pelo facto de não teres deixado de passar no meu cantinho enquanto estive ausente.
    Espero tenham sido felizes as tuas festas.
    Um beijito para ti.
    JOTA ENE ® said...
    Amigo, interessa e muito. Àparte os futebóis, revejo-me totalmente nas palavras deste post, penso que está muito bem feito.

    Quando li até pensei, fonix o P. conhece-me perfeitamente, entretanto voltei à realidade e... o post era doutro blogger ao qual, aproveito e acrescento, me idenfico na íntegra.

    Abraço!
    Multiolhares said...
    Talvez interesse pois o que descreveste,é viver.
    beijos
    Elsa said...
    :)
    Existir é viver e sorrir!
    sonhar e acordar... ter cm limite o infinito... ser um pouco louco de qdo em vez...

    jokas
    Elsa
    Erotic Spirit said...
    think I had commented this one.
    I find it difficult to just wonder off like that, personally find it more rewarding to wonder and by wondering I mean look around and get lost in simple sceneries, with all that I am and allow that little experience to change my views and perspectives... allow the simple and real to permeate my ideas, dreams, illusions, etc.

    :)
    Oliver Pickwick said...
    Ora, Art! Complicar as coisas simples é uma das melhores coisas da vida. Complicar, neste contexto, está na sua melhor acepção.
    Um abraço!
    Um Momento said...
    Hum... gosto de vaguear...
    Fico-me por tal:)

    (*)
    sonhos/pesadelos said...
    o acto de vaguear e pensar sobre a vida, é algo sublime...quantas vezes me sento numa esplanada sózinha e fico a tarde toda a observar as pessoas que passam,a pensar na vida em si e na sua simplicidade? nós é que a complicamos,tb a simplicidade a mais acaba por lhe tirar o gosto...
    adorei o post, expressa exactamente o que penso e sou muitas vezes.
    bjs endiabrados

Post a Comment