Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Estamos sempre a adiar coisas que podíamos fazer, e mais tarde, acaba por ser tarde demais. Vamos adiando, adiando, adiando, e acabamos por nunca as fazer, porque podemos já não puder, podemos já não conseguir, ou então na melhor das hipóteses, por as fazer já demasiado tarde para aquilo que pretendíamos. Muitas vezes perdemos a vontade, ou deixa de fazer sentido, ou então acabamos por perder a oportunidade.

Há simples gestos que nunca fazemos, há palavras que nunca dizemos, e há carinhos e beijos que nunca damos... Normalmente o que nos leva a adiar tudo isto, é porque pensamos que não é o momento, e que teremos mais tempo, e uma outra oportunidade.

Passamos a vida a adiar a própria vida... amanhã faço... amanhã digo... amanhã vou... e acaba sempre por não chegar esse amanhã, e as palavras acabam por morrer dentro de nós.

De nada nos vale adiar aquilo que desejamos, devemos, e sentimos. De nada nos vale adiar o que deve ser feito, ou o que queremos fazer, porque podemos estar a adiar um momento de vida... eternamente. E era tão simples de fazer, e de dizer... o que ficou por fazer, e dizer...

19 Comments:

  1. C Valente said...
    E assim o tempo vai passando
    saudações amigas
    Maria, Simplesmente said...
    Nunca adies nada que desejes, nada que sintas que te pode fazer feliz, pois não sabes como serão os minutos seguintes.
    Julgamos sempre que teremos tempo, mas o tempo não é nosso, a vida não é nossa, o dia de amanhã pode ser-nos dado ou não.
    Lutamos por um futuro, organizamos a vida com vista a um futuro que pode nunca existir.
    Para mim só existe o momento... há muitos anos.
    Bj
    Maria
    escarlate.due said...
    Hoje concordo 100% contigo!! Adiar para quê?? Sei lá se amanhã estou viva... mas sei que aqui e agora estou e portanto se quero... tem de ser agora! É o chamado viver um dia de cada vez... habituei-me e... agora até gosto.


    beijinhosssssss
    embora continue a reclamar o raio das letrinhas :P
    Elsa said...
    Amanhã pode ser tarde...
    para pedir PERDÃO, para AMAR, para ABRAÇAR...
    Por isso não deixes para amanhã o teu SORRISO, o teu ABRAÇO,
    o teu CARINHO, o teu TRABALHO, a tua AJUDA, o teu SONHO....
    AMANHÂ PODE SER TARDE... FAZ HOJE!....

    :)

    cm algures já disse ( escrevi),
    no entanto, todos nós vamos adiando coisas....

    mais uma vez FAZ HOJE!
    Carla said...
    de facto assim e acredito que todos sabemos isso, mas também é verdade que há sempre coisas que adiamos, por vezes sine die
    beijos
    MARTHA THORMAN VON MADERS said...
    Principalmente palavras que nunca dissemos. beijos
    Ricardo said...
    Acabamos por viver sem ter vivido!

    Abraço
    A Luz A Sombra said...
    Hoje vi um Gato lindo, ainda por cima alentejano.
    Eu que gosto de gatos e não tenho fiquei encantada com os bigodes daquele. Estará à venda?...
    Julgas-me louca?...
    Todos temos um pouco de "meninos" e de "loucos". O Gato é lindo e fala alentejano...
    Cuida-te
    A Luz A Sombra
    Multiolhares said...
    Eu costumo dizer prefiro sofrer por algo que decidi fazer,
    do que passar o resto da vida sem saber se daria certo ou não, e depois o amanhã não sei se chegará
    beijinhos
    Miriamdomar said...
    "Talvez um dia..."é uma doença !
    É uma espécie de torpor que nos anestesia!
    Luto todos os dias contra ela mas não é fácil!
    Porque a rotina da vida, o trabalho e as responsabilidades, são tão envolventes que muitas vezes, me esqueço de mim!
    Só o facto de ter de escrever ou dizer "talvez um dia...", já me arrepia!
    Bjs
    Serena said...
    Sou apologista e crente do hoje. O ontem já morreu e o amanhã ainda não nasceu.
    Hoje, agora, estou viva!
    Hoje, agora, eu posso, hoje eu faço!
    Se bem que algumas vezes as condições não se reúnem num mesmo contexto de tempo e espaço (se é que isto seja possível!) e o que achávamos realizável não o é, por circunstâncias alheias à nossa vontade, evidentemente.
    Assim sendo, posso dizer que estou 50% de acordo contigo (Nem sempre depende unicamente de nós!)...
    Maria, Simplesmente said...
    Hoje vi outro gato alentejano, paxorrento de olhos fechados... pensando ao ver o fotografo: Pois sim... faz o que quiseres que eu não te ligo, com este calor nem me mexo, quando o Sol der em mim bem podes esperar pelo salto que não mais me verás.
    Não estou louca não! Sei como pensam os gatos daquelas bandas...
    Bom fim de semana
    Maria
    Alien David Sousa said...
    O que vou dizer pode parecer muito básico Art, mas os ditados existem por algum motivo. E ao ler este teu texto as únicas palavras que me vinham à cabeça eram: não deixes para amanhã o que podes fazer hoje. Noutra vertente, o teu texto de certa forma tem um pouco a ver com o meu último, no que toca a aproveitar o tempo que temos e viver a vida na sua plenitune em oposição a estarmos constantemente insatiseitos com tudo.

    Beijinhos
    Um Momento said...
    Palavras sábias...
    Quantas vezes acabamos por perder de alguma forma pelo simples adiar...
    Mais uma vez...um excelênte post

    Beijo enorme!

    (*)
    Mel said...
    Art,meu amigo...
    E o tempo passa e nos vemos atrelados ao que não fizemos...

    ...

    Beijos
    Erotic Spirit said...
    Now is the best time... later is gambling on what might not be there. But there i a time for everything and sometimes is just not meant to be, not now nor later
    :)
    Maria, Simplesmente said...
    Tens razão, pequenos gestos podem ser preciosos, depende de os fazermos com o coração e quando os faço podes crer que é porque sinto e não "para inglês ver".
    Bj
    Maria
    Uma estrela errante said...
    Olá Art,
    Excelente texto!
    Gosto de te ler...:) isto eu não vou guardar para amanhã...
    Desejos de um feliz natal..hoje e sempre...

    Beijinho

    Isa
    Elsa said...
    SÓ PASSEI PARA DAR BJO... A AUSÊNCIA É CONSEQUÊNCIA DE NÃO QUERER ADIRA MAIS ALGUMAS COISAS...

    A FAZER HJ!:)

    JOKAS
    ELSA

Post a Comment