Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Apesar da paixão ser um sentimento inferior ao amor, a sua força e a sua energia são os grandes responsáveis por nos movermos além dos nossos limites, por avançarmos sobre os desafios e obstáculos.

Quando estamos apaixonados fazemos coisas que a própria razão duvida. Isso nós já devemos saber ou lembrarmo-nos bem...

A paixão tem a ver com a realização pessoal. Nós imaginámos que alguém representa a materialização dos nossos sonhos e anseios mais íntimos, e transformámos a conquista dessa pessoa numa obsessão. Não é à toa que dizemos que quando estamos apaixonados vamos mais longe, e alcançámos mais. O perigo é a cegueira que a paixão nos trás.

Por isso, a paixão é fundamental no início da conquista. Mas, para manter as nossas conquistas, nós precisámos evoluir os nossos sentimentos para o amor. A paixão leva-nos à conquista mas não a mantém. O amor sim. A paixão é efêmera, impulsiva, e obsessiva. Já o amor é prudente, constante, perseverante, compreensivo, e altruísta.

Portanto para conquistar temos que nos APAIXONAR, e para manter as nossas conquistas temos que AMAR!!! Vou encontrar em mim os meus maiores anseios e sonhos e procurar de que forma posso materializá-los. Quando os descobrir, vou desejá-los ardentemente, apaixonadamente...

E vocês,conseguem ver diferenças entre a Paixão e o Amor?
Gostam mais de viver uma Paixão, ou um Amor?

17 Comments:

  1. Borboleta Azul said...
    Olá Art!
    Os teus ultimos posts incluindo este vem ao encontro da forma como me tenho sentido, das questoes k tenho feito a mim própria, das duvidas que tem surgido na minha mente!!
    É mto importante nós sabermos distinguir a paixão do amor.Mas quando estamos apaixonados esquecemos essas diferenças!
    Eu gostaria muitissimo viver um amor, vivê-lo intensamente e por toda vida!
    B*
    AS said...
    Acompanho-te nessa reflexão muito interessante, mas confesso que a resposta se afigura algo complexa. Paixão pode ser um desejo intenso arrebatador, por vezes irracional... mas o amor, não será também tudo isso? Uma entrega sem limites, uma busca permanente de algo supremo?

    ...por isso, nada melhor que cada um encontre as suas respostas!

    Beijokas
    Mónica said...
    Acho k ambos sao improtantes...andas a fazer perguntas dificies ,lol.
    Beijokas***
    ti said...
    Muitas paixões e alguns amores...
    Muito amor faz mal...
    Carmem L Vilanova said...
    É engraçado como para cada um essa questao se apresenta de forma tao diferente... Deve ser compatível, talvez, com a forma de ser de cada um... Já vivi algumas paixoes arrebatadoras, mas elas deixaram feridas em lugar de boas recordaçoes e, com o passar dos anos, aprendi que para meu modo de ser, o AMOR simplesmente É... É o que me faz viver em Paz, em Harmonia, em constante Aprendizado... É o que me faz sentir constante e consistentemente VIVA, mesmo sem um "fogo arrebatador"... Comparo o Amor a um belo lago, de águas tranquilas, mas nao menos vivas que as de um oceano revoltoso!
    Está muito bonito!
    Beijos!
    mfc said...
    Como disseste e bem, não há amor que não comece numa paixão.
    Depois é preciso dar o salto... ou apaga-se!
    inconfidente said...
    Eu cá prefiro mesmo viver como vivo....um amor apaixonante....é um degrau díficil de alcançar mas é possível!!!!!!Quando o alcançamos vivemos a plenitude do amor, paixão, carinho, dedicação, paz interior......é tão bom......Porra....CUSTOU MAS FOI...... às vezes achamos impossível.....mas quando se quer algo não existem impossíveis.
    Lino Gomes said...
    Qualquer um desses sentimentos parece um furo abiaxo da verdeira amizade... mas é no passar por todos eles que se é humano :)
    Du said...
    Bom... paixão e amor... amizade e carinho... entrega e aceitação... Lados de uma mesma moeda... Sem um e outro... viveremos sós... A paixão pode ser o início... mas como disse inconfidente... O amor tem que ser apaixonante... É preciso... É necessário... É desejoso... O amor que deixa de lado a paixão... Deixa de lado a forma física de expressar uma alma... Sem isso, nós, pobres mortais, que ainda temos tanto a aprender, nos sentimos perdidos...
    Anonymous said...
    Gostava de saber o nome, a nacionalidade e já agora o email, ou blog (dúvido que tenha) desta menina, não é por nada, mas pronto acho que dava uma paixão ... quanto ao amor ... aí só depois da paixão ... tás a bere ?
    Um abraço, podes continuar com a mesma modelo ... só melhora a qualidade e conteúdo ;-)
    Maria Branco said...
    Nada melhor que o amor vivido de uma forma apaixonada e intensa.. Conseguir manter a paixão aliada ao amor, não é facil, e requer alguma imaginação da nossa parte, preservar os momentos a dois recheados de pequenos gestos cúmplices, surpreender...
    Existe melhor? ;)
    Beijos Art
    Lola said...
    O amor é o abraço que se desenha pela manhã.

    A paixão é o orgasmo que se grita esta noite.

    http://vidasdeconchitaepaco.blogspot.com/
    Bruno said...
    Ambos sao importantes.. Se bem que.... :s
    Vab said...
    Olá, é sempre bom ler os teus "pensamentos" :P
    Ainda ontém tive uma conversa com uma amiga, a aspirante a artista (para mias explicações vai ler os meus posts mais antigos :P) acerca disso mesmo... a paixão e o amor.. A paixão é muito importante, logo no início, é naquela altura em que tudo é bonito e é tudo cor de rosa e é tudo um mar de rosas... depois é necessário vir o amor, para poder balançar as coisinhas menos boas que vão aparecendo e que sem ele [o amor] acabariam por estragar tudo o que possa ter sido construído..
    Estou numa fase em que sou "regido" pelo amor e não pela paixão e é muito bom sentir-me assim.. dá mais segurança, sinto-me melhor.. a paixão é muito boa, mas á sempre aquele exacerbamento (nem sei se a palavra existe) da situação, e dá-se aquela altura em que só estás bem se estiveres ao pé daquela pessoa e quando n estás perto dele(a) é uma dor agonizante.. ebla bla bla :P
    Mas adoro o que escreves :P
    Aimée said...
    Amo apaixonadamente, sempre...
    Um beijo Art meu amigo! ;)
    Piolha said...
    Os momentos de paixão são muito intensos e muito agradáveis, o coração palpita e andamos a mil... mas o amor é poderoso, é menos efemero... por vezes confundimos paixão com amor, exactamente por não sabermos quando acaba um e começa o outro ou quando não existe fogo para atear o amor... daó vem a desilusão. Um beijo*
    Conchita said...
    A paixão é lixada. Leva-nos ao engano ou à certeza... mas de qualquer maneira, não deixa de ser uma roleta russa

Post a Comment