Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Já faz quase um mês que não sei nada de ti, precisamente desde aquele teu telefonema quando eu estava a fazer tempo para me vir embora para Lisboa... Parece que nos virámos de costas um para o outro!!! Parece que perdemos muito mais que um amor... Parece que perdemos uma amizade...

Parece que paramos a cassete da nossa história e carregamos no botão para voltar atrás, não para revivermos o passado, mas simplesmente para apagar tudo o que se passou entre nós...
Como se fosse um processo de "Desconhecer"...

Prometi a mim mesma que não te daria um sinal de vida que fosse enquanto não me desses também... Não sei se faço bem ou se faço mal, simplesmente já estou farta de seguir o meu coração, chegou a altura de dar voz à razão, afinal somos todos filhos do mesmo Deus e tem de haver oportunidades iguais para todos. Não será assim?

Às vezes pergunto-me o porquê daquele telefonema, não sabias que me tinha de vir embora? E porquê aquele tom de voz que já não ouvia à uns meses? Naquele momento não estavas com uma voz fria que te caracterizava desde que acabámos... E porquê o "vais-te embora tão cedo?"...

Tu conheces-me muito bem, descobriste todos os meus pontos fracos em muito pouco tempo... como eu também descobri os teus. Por isso eu nunca percebi... porque pensava que te conhecia, e no fim mudaste completamente, como se aquela pessoa que eu conhecia ou me foi dada a conhecer não existisse...

Mas apesar de perceber que não te conhecia, senti naquele telefonema que me querias ver mais uma vez, apenas não tiveste coragem de o pedir, e sabes, eu percebi isso logo na altura. Só que foi melhor assim... foi mesmo melhor... custou-me muito decidir se ia logo embora, ou se ficava para a noite e assim poder ir ter contigo e provavelmente jantarmos juntos... para variar nesse momento vieram-me as lágrimas aos olhos, o que é normal... Acabei por não ir ter contigo... acabei por não jantar contigo... e acabei por nunca mais saber noticias tuas...

Nunca acreditei no destino, mas caso eu esteja errada e ele exista, talvez tenha sido isto que nos foi traçado... Quem sabe? Eu sei? Tu sabes? Alguém sabe? Podemos não saber, mas por vezes sentimos... não achas? É com tristeza que vejo e sei que a realidade é esta...

12 Comments:

  1. zag said...
    Por mais que as coisas acabem... Uma coisa nunca nos poderam tirar ou roubar... Que elas um dia existiram... outra coisa tão bem retratada por Rui Veloso é "Nunca Voltes para onde Já Foste Feliz"... porque se o foste não o voltarás a ser guarda a recordação e recorda-a com carinho porque se tentas um dia voltar vais ter um termo de comparação que é do pior que existe. Como ditos seres humanos caracterizados pelo pensamento (podemos ser poucos mas somos), tendemos para um estado de evolução... raramente voltamos a encontrar alguém que esteja igual... está sempre diferente... e é muito raro que essa diferença seja para "melhor"... claro que para tudo existe sempre a exepção... Abraço
    meialua said...
    Por vezes o que mais custa é mesmo a perda de amizade, Principalmente se antes de mais eram grandes amigos. Sei o que isso é. Quanto ao resto, digo-te 2 coisas: "Aquilo que é nosso ás nossas maos virá parar", E se nao foi agora era porque nao tinha que ser porque "no fim tudo acaba vem, se ainda nao está bem, é porque ainda nao chegou ao fim"... Complicado? Talvez nao... Pensa nisso. Beijo*
    o turista said...
    Bem pelo menos a recordação fica, e se lembra algo bom valeu bem a pena! :) Bjs O Turista - http://www.turistar.blogspot.com/
    Anonymous said...
    eu agora n sei nada disso! tou in love!um abraço ass: Ricardão
    filipa said...
    Pois é... sem dúvida que o silêncio é uma arma que nos fere grandemente... nestes dias tenho sentido essa ferida... custa muito... uma pessoa sente-se desamparada... sente falta do seu equilíbrio que muitas vezes corresponde a um simples ouvir de uma voz que nos faz tremer de emoção, que nos leva a esboçar um sorriso... Como imaginas as palavras que poderei dizer são apenas da partilha dos meus mecanismos de defesa... pensa em ti agora... olha para ti... por vezes para conquistarmos o trofeu tão desejado temos de ser um pouco egoístas e temos de ter calma... é preciso tempo e alguma calma para chegarmos às etapas posteriores... E tal como alguém já disse, agarra-te ao mais belo que tens: as recordações... Beijinhos.
    Anonymous said...
    A vida é bela....parte para outra.....não percas tempo! inconfidencias.blogs.sapo.pt
    baywatch said...
    Se aconteceu foi por uma razao... e por mais que pareca ja ter terminado, fica sempre connosco e isso ninguem o consegue apagar. E por muitas vezes quando menos esperamos essa pessoa regressa... apesar de poderem passar anos. As vezes encontram-se por acaso. Nao sei. Agora deixo aqui um comentario a parte: Tava convencida que eras rapaz... Depois li o post e pensei, "mas isto foi escrito por uma rapariga". Entao a meio do post comecei a pensar, secalhar e lesbica. Depois vi que nao tinha sido escrito por ti. Tirei uma conclusao, ele e lesbico e prontux. Depois vou mas e dormir que ja estou a variar. Beijos salgados*
    maria branco said...
    Eu sei que o silêncio imposto por aqueles que amamos fere, destroi, mas a verdade é que quando o amor não é retribuido, porque se o fosse realmente não iam embora, não nos deixavam ir embora, o melhor mesmo é um corte definitivo. Sim eu sei que magoa, mas não magoa muito mais ficarmos presos a algo que não tem futuro? viver na eterna espera? alimentar a esperança através de qualquer palavra, gesto, olhar que talvez até nem segnifiquem nada, mas que aos olhos de quem ama, tem sempre imensos significados? Os significados que um coração cego vê... Enfim, isto é ir morrendo lentamente, desperdiçar algo que é demasiadamente importante, a vida, a nossa vida! E a oportunidade de ser feliz! Que tu o consigas! Beijinhos
    Anonymous said...
    De que esperas,corre atrás dela rapaz,o amanhã já foi tarde, um abraço sexolikos.blogs.sapo.pt (Diabinho)
    Anonymous said...
    Por vezes, é necessário dar um passo atrás para depois dar dois à frente... Força. http://criticadonortecarago.blogs.sapo.pt
    mónica said...
    Acho k o problema e ela te conhecer tao bem.Bom fim de semana,beijokas*****
    samuel said...
    Blogue um tanto curioso.

Post a Comment