Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Dor

Quem não gostaria de ser imune à dor?
A dor é tramada, e a pior dor é aquela que sobe e desce entre a garganta e o peito, e que me tira o sono (infelizmente nunca me tirou o apetite)... é uma dor insuportável.
A dor que me dói mais é a da incompreensão, tipo ficar no meio da rua a perguntar "porquê?", e continuar lá sem obter uma resposta.

A última vez que sofri a sério, chorei lágrimas em quantidade que não julgaria possível. E eu até gosto de chorar... choro, e pronto, renasço. Mas chorar pela dor da paixão é diferente de todas as outras dores, porque parece que nunca vai acabar, e que na manhã seguinte teremos mais uma ruga ou um cabelo branco.

A dor é impossível de se aturar, e quando se está a sofrer de amor, a única coisa boa é sabermos que é impossível sentirmo-nos pior, e que portanto o que quer que venha a seguir será sempre melhor. Hoje aconteceu-me olhar para uma das únicas pessoas que me deixaram no meio da rua a perguntar "porquê?", e de facto continuo a perguntar-me porquê? - Porque é que gostei dele?

E foi assim que cheguei à conclusão que todos nós sobrevivemos à dor de um coração despedaçado, porque as dores de amor passam, e nada têm de afrodisíaco, porque quando estamos a sofrer de amor, achamos que nunca mais ninguém nos vai satisfazer sexualmente tanto como a pessoa que nos acabou de deixar. Mas é mentira. É preciso é nunca deixar de tentar, e às vezes até faz bem enganar a dor com um "aqui vai disto" mais ou menos às cegas... e assim um dia, quase sem querer, deixamos de sofrer.

3 Comments:

  1. Å®t Øf £övë said...
    Dark,
    Todos nós gostariamos de ser imunes à dor, e não o sendo, temos que arranjar forma de a enganarmos. E sabes como eu engano a dor?... Através de um simples sorriso...
    Estás a ver-me sorrir???
    Então vou sorrir de novo para ti...

    :)

    Sorri... mesmo que te doa o coração
    Sorri... mesmo que ele esteja partido
    Sorri... mesmo quando as nuvens pairam sobre a tua cabeça

    Arranja sempre uma forma de sorrires

    Sorri... ao teu medo e tristeza
    Sorri... e talvez amanhã o Sol brilhe para ti

    :)

    Beijinhos
    Pedro Arunca said...
    Dor rima com humor, amor, ardor e seja lá mais o que for. Paixão rima com razão, coração,
    inquietação e desilusão.
    Rimas desconcertantes, sentimentos
    opostos e divergentes. Erramos e acertamos. Somos imperfeitos e sonhamos com a perfeição.
    BOM ANO VELHO
    MELHOR ANO NOVO
    Anónimo said...
    mitro disse...

    A dor de amor é grande, porque o amor faz-nos maiores do que realmente somos. Por isso quando doi de amor, a dor já não cabe em nós e extravasa.

    Dizem que a gente se consegue curar de uma dor dessas, e é verdade. Mas é há custa de uma diminuição de nós mesmos.

    07 Abril, 2010 21:36

Post a Comment