Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Existem muitos tipos de pessoas, e talvez as mais raras sejam aquelas que conseguem encontrar um grande amor para a vida, porque se não existir química, como se pode fazer a física? A matemática dos apelos...

O mundo pode parecer-nos matemático, mas se nós tivermos a capacidade de o ver de outra forma talvez nos seja possível viver num mundo em que a ilusão, a imaginação, o desejo, e a esperança, tenham mais força e valor do que a matemática, a química, e a filosofia.

O importante é materializar os nossos sonhos, e ter a coragem de expor a nossa maneira de encarar a realidade - amando-nos a nós mesmos - e sendo capazes de caminhar em frente sem termos medo de cair de vez em quando.

17 Comments:

  1. Maria, Simplesmente said...
    Art:
    Perdi o pio!!!!!!!!!!!
    Não consigo dizer nada, acredita.
    Bj
    Maria
    Secreta said...
    O medo de cair por vezes faz-nos retrair os sentires...
    Beijito.
    Maria, Simplesmente said...
    Mais que nunca hoje se liga à matemática dos apelos, mas em sentido contrário ao da química.

    A matemética é mais simples, sem química, que por ser usada com um sentimento calculista deixou de procurar o mais importante, deixou para trás a luta pelas notas elevadas.

    Que interessa o amor, a ilusão, o desejo, a sabrosa espera por realizar o sonho se ele pode ser realizado ali, no instante em que se desejou?...

    O próprio amor passou a ser usado sem a tal química, mas em função do cartão de crédito, tão fácil de usar e que, se se perder mandarão rápidamente outro, esperando somente uns dias, poucos, para poder dispôr dum novo. Até te digo, o amor hoje é um troféu que se ostenta e não um sentimento que se sente profundamente. Penso até que quem pode sentir um amor profundo, só porque foi apanhado pela tal química, é considerado um pouco "anormal".

    Que não me levem a mal aqueles que ainda hoje se sentem presos pelos sentimentos de que falas, mas são tão raros que como tal talvez sejam olhados como eu digo, e eu tenho pena, porque não saber como é viver um grande amor é triste... é uma vida vazia.

    Desculpa... começo a escrever e e vou atrás dos pensamentos sem ver que posso ser "chata"
    A Luz A Sombra
    Je Vois la Vie en Vert said...
    Então sou...rara !

    O engraçado é que na altura é que se deu o choque de química, eu estava com um livro de matemática nas mãos....mas sempre gostei mais de química !

    Beijinhos

    Verdinha
    Fa menor said...
    Acho que o segredo pode passar por juntar a ilusão, a imaginação, o desejo, e a esperança, a matemática, a química, e a filosofia... à razão...

    Bjos
    butterfly said...
    profundo,faz-nos pensar realmente...pensei...gostei
    Maria, Simplesmente said...
    Feita tonta, tenho andado à procura de como contactar contigo para te dizer que embora não fosse já surpresa que irias referir-te à "minha cidade virtual", não esperava que o fizesses da maneira como foi colocado no "Pedaços".
    Sinto-me "sem pio" como já disse, agradeço-te mas não estou habituada a essa evidência. Obrigada e um abraço.
    Maria
    Parapeito said...
    :(( aiiii que eu sempre fui fraquista a matematica a fisica e a quimica :P
    Sou mais da area de saude :) Para mim...tem mais a ver com ...pele :)
    (tou a brincar) concordo com o que escreveste e gostei ***
    A Teoria do Kaos said...
    Compreendo-te perfeitamente
    Multiolhares said...
    A verdade é que tudo é matemática, até a musica das esferas o próprio cosmos, mas nós somos eternos sonhadores, que seria de nós se nos tirassem os sonhos
    beijos
    Secreta said...
    Passo para deixar-te um beijito.
    Vou de ferias.
    Até breve.
    (Un)Hapiness said...
    "maldita matemática" é o titulo do meu caderninho onde escrevo e escrevo =) talvez porque a matemática da vida irrita-me. não gosto de pensar em horas, não gosto do tempo e muito menos de tudo contabilizado...não gosto, mas adapto-me =)

    um beijo*
    ▒▓█► JOTA ENE ® said...
    ººº
    Grande amigo que espalha Amor & Arte por esses 5 cantos do mundo.

    P'ra haver auto-estima, é condição sine-qua-non, gostarmos de nós próprios, era o que faltava.

    EU GOSTO !!

    Forte abraço
    Ivan said...
    Gostei da afirmação simplória de que a física só há quando há a química.
    the reason is you said...
    Para além de tudo e de todos, o mais importante somos nós, temos que nos aceitar como somos e amar-nos para conseguirmos aceitar e amar os outros.
    Não ter medo do desconhecido, não ter medo de agir e não ter medo de errar.
    Beijinhos
    Ruela said...
    Nem mais...sempre "preparados" para o que der e vier...
    bem, mais ou menos...


    Abraço.
    escarlate.due said...
    eu por acaso acho que importante mesmo é viver... tudo o resto vem por acréscimo

Post a Comment