Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

O "acaso" para mim, é nem mais nem menos, do que o nosso livre arbítrio, e este seja ele qual for, comanda de facto as nossas vidas. Assim sendo, eu pergunto-me qual será realmente a relação do livre arbítrio com o "acaso". Como diria alguém, de quem não me recordo: "somos escravos do nosso subconsciente".

E muitas vezes à nossa ignorância, e à falta de resposta para determinadas coisas que não sabemos explicar, chamamos-lhe "acaso". E chamamos-lhe assim, porque admitir a nossa ignorância causa-nos angustia. Quem pensar que tudo se deve ao "acaso" está, acima de tudo, a enganar-se a si mesmo, mas à medida que vamos evoluindo o nosso conhecimento da vida, vamos adquirindo o "dom" de prever o futuro, e de diminuir os "acasos".

15 Comments:

  1. Eduardo Queimado said...
    Olá.

    Neste tópico eu estou com Nicolau Maquiavel, acho que metade da nossa existência se deve à nossa autodeterminação (ou seja, livre-arbítrio) quando praticamos uma determinada acção, os restantes 50% têm que ver com o acaso (caos imanente das leis do universo que ainda não compreendemos, ou talvez nunca viremos a compreender)

    Sou assim da opinião que existe o acaso, que essa força não depende da nossa vontade. Discordo de ti quando equiparas o nosso livre-arbítrio ao acaso. Considerar que a nossa vontade se manifesta de forma fortuita não corresponde, para mim, há generalidade da acções praticadas pelo ser humano que são planeadas e decididas com mais ou menos informação.

    Com a tua interpretação consegues conjugar o acaso com o livre-arbítrio próprio, mas consegues conciliá-lo com as consequências que 3.ºs sofrem pelos nossos actos? Essa parece-me ser a forma mais acabada de acaso: o Outro.

    :)
    jardinsdeLaura said...
    Eu tb não acredito no "acaso"! Nada é ou acontece por acaso! Há uma razão para tudo! E sempre que essa razão ultrapassa o nosso entendimento o acaso vem mesmo a calhar e explicamos o fenómeno (ou o sucedido) como sendo obra ou produto do acaso! Uma forma simples de evitar questões sem resposta! E ficamos, aparentemente, satisfeitos!!!!!
    A Luz A Sombra said...
    Penso que o acaso não existe. Parece-me que por detrás daquilo a que muitos chamam acaso estão sempre decisões de alguém que utilizando o seu livre-arbítrio de qualquer maneira fez com que surgissem situações a que chamamos acasos. Uma coisa penso e sinto, nada, mas mesmo nada acontece por acaso e cada vez estou mais convencida disso.
    A Luz A Sombra
    Klatuu o embuçado said...
    Carl Jung deu umas belas achegas na obra sincronicidade.

    Não há um destino, no sentido de algo pré-escrito, mas como já tivemos muitas vidas e o universo é uma elipse...

    Abraço!
    Klatuu o embuçado said...
    P. S. E não esqueçamos ainda que a Física quântica demonstra que o caos é uma forma de ordem.
    arte por um canudo said...
    Ai o "acaso"..se não fizermos caso o acaso pode acontecer.Nada está escrito nós é que fazemos a escrita.Abraço
    Parapeito said...
    :))
    ó...o que importa...já pensei tanta coisa...e quando penso que encontrei a resposta..a vida muda me a pergunta..
    Dias com brisas mansas
    mitro said...
    Estudos revelam que o nosso cérebro decide antes que tomemos consciência do que decidimos!

    Acho que isso dá uma bela machadada no tal de 'livre-arbítrio' e abre essa possibilidade de afinal ser apenas acaso.

    Fiquemos na expectativa dos próximos episódios...
    A Luz A Sombra said...
    Não devia meter-me onde não sou chamada, mas...

    Mitro, não é o nosso cerebro que nos leva a tomar as decisões, que nos leva a pensar nas consequências dos nossos actos e muito mais?
    Então cá está não decidimos ao acaso, mas em função de uma ordem que o "NOSSO" cerebro nos deu. E esse ordem foi em função de muitos factores, incluindo até o meio e a educação que tivemos.
    Isso conta Mitro.
    Boa semana
    MARTHA THORMAN VON MADERS said...
    Podemos mudar o mundo!
    beijos.
    Uma feliz semana para você.
    Adorei a apresentação do blog, nossa é fantástico.
    A Luz A Sombra said...
    Estranho...! Absolutamente estranho!

    Afinal a que conclusão chegaram?
    Há acasos ou não?
    Eu depois de ler tudo o que aqui está vejo que não.
    Boa semana
    A Luz A Sombra
    escarlate.due said...
    não lhe chamaria ignorância mas apenas uma tendência desnecessária para querer sempre atribuir nomes a tudo, entender tudo e encontrar explicações para tudo
    Maria, Simplesmente said...
    Então?...
    O que te tem acontecido?...
    Nunca vi este lugar agradável tão abandonado como agora.
    E eu que gosto tanto dos teus temas que submetes à nossa discussão.
    Penso que é preciso que nos ajudes a pensar, nestes temas fortes que nos fazem pensar.
    Por onde andas?
    Maria
    Maria, Simplesmente said...
    Precisamente porque divago, é que fico a divagar sobre este Blogue a quem o dono deixou de ligar importância.
    Realmente tudo o que é bom acaba depressa. Pequenos pensamentos que faziam pensar em grandes sentimentos!
    Onde está o gosto pelo "vermelho e negro"... cores tão apelativas?...
    Eu gosto deste.
    Bom fim de semana antecipado
    Maria
    Je Vois la Vie en Vert said...
    Não sei bem...por "acaso" descobri hoje uma página tua que desconhecia...e li esta frase "nos camuflamos debaixo duma capa". Mesmo se não divulgo fotografia minhas nem dou o meu nome, posso assegurar-te que não é o meu caso. Quem souber ler os meus artigos, fica a me conhecer por dentro e acho que é isto que interessa !

    Beijinhos

    P.S. as férias foram óptimas, aliás são sempre mesmo quando volto às 2h30 da matina... !

Post a Comment