Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Muitas pessoas pensam que só na família é que encontrarmos as nossas verdadeiras amizades, devido aos laços de sangue, mas nada é mais errado do que isso, porque não é por haver laços de sangue que as pessoas têm que ser amigas, simplesmente porque as amizades não se escolhem, acontecem.

Normalmente é fora da família que encontramos o nosso suporte, quem nos ampare, e quem nos queira bem apenas por aquilo que somos. São os amigos que nos elogiam as nossas qualidades, e sempre que temos algum tipo de sucesso. São os amigos que apesar de reconhecerem os nossos defeitos não nos apontam com facas que apunhalam, mas com setas que nos indicam o melhor caminho para os conseguirmos tornar menores.

É com os amigos que desabafamos nos momentos de angústia, assim como partilhamos com eles as nossas alegrias. Podemos não nos falar, nem nos ver durante muito tempo, mas sabemos que eles estão sempre lá, dispostos a ouvir-nos, e a ajudar-nos.

Na amizade não há sentimentos como a posse, o controle, a dominação, nem as cobranças. Existe sim, afinidade, partilha, alegria, e companheirismo. Não existe superioridade, mas igualdade, aceitação, apoio, crença nas nossas potencialidades, e cuidado com os sentimentos de cada um.

Na família estes sentimentos e comportamentos não existem na maioria das vezes, por isso é que eu me agarro aos amigos, e deixo grande parte da família viver a sua vida, de preferência longe de mim, de forma a sentir que ela nem existe.

15 Comments:

  1. SILÊNCIO CULPADO said...
    A família é sempre um espaço de tensões pelos interesses que estão envolvidos no convívio diário e pelo conhecimento que as pessoas possuem umas das outras.
    Apesar de eu ser uma pessoa de família defendo sempre o meu espaço e a minha rede de sociabilidades fora dela. Deixarmo-nos abafar pelos conselheiros de quotidiano é perdermos o direito ao espaço que determina a nossa evolução.


    Abraço
    Odele Souza said...
    Art,

    Penso igual a ti. Amigos são os parentes que escolhemos ter.Amigos - não raro - nos apoiam muito mais que a família. Há amigos que são mais próximos do que muitos irmãos. E esta ausência de posse na amizade de que aqui falas, torna tudo mais simples, mais leve. Considero a amizade é a mais bela forma de amor.

    Deixo-te um forte e carinhoso abraço.
    Maria, Simplesmente said...
    Laços de sangue!
    Nunca me senti na obrigação de considerar a minha família um "laço".
    O afastamento entre os membros do "clã" é grande, talvez devido ao meu próprio feitio. Gosto de todos, de longe, e nunca, felizmente, se meteram na minha vida.
    Fui sempre demasiado independente até dos que me eram mais próximos, para meu mal?... para meu bem?... não sei.
    O que sei e isso digo com toda a verdade, é que não ademiti nunca a alguém da família ou não intromissões na minha vida.
    Esta é a única maneira de ter amigos dentro dela.
    Os amigos de infância esfumaram-se a vida encarregou-se disso, os amigos de hoje foram criados através de interesses comuns e uma vivência que a pouco e pouco solidificou essa amizade, baseada num apoio em que o respeito mutuo foi muito importante.
    Hoje estamos longe fisicamente, mas como sabes, e tu mesmo o reconheces, não há longe entre alguém se houver amizade.
    Tal como tu dizes estão sempre "lá" para me ouvirem e quando preciso deles o que já tem acontecido.
    Na família há poucos que sei serem são meus amigos, dos outros sinto-me feliz quando sei que a vida lhes corre bem, mas estão "lá" e eu estou aqui, sem desejo de aproximação.
    Valeu-me sempre o meu desejo enorme de independência que desde muito cedo se manifestou.
    O teu texto é muito forte, gosto de te ler, aliás tu és um homem que demonstra saber o que quer, apesar da net aceitar tudo o que escrevemos, mas o que sentimos transparece quase sempre na maneira como escrevemos.
    Atenção: não te estou a fazer elogios, estou a dizer o que sinto porque como já deves ter notado eu só sei dizer o que penso.
    Para mais sem te conhecer, o que não pretendo.
    Bjo
    Maria
    Maria, Simplesmente said...
    Desculpa, mas o meu texto tem a data de 26 o teu de 27, quando vim ao teu blogue julguei que não estava a ver bem. Até é uma boa ideia. Vai em frente.
    O meu tem a ver com algo que não posso explicar...
    Gostei
    Maria
    Elsa said...
    verdade amigo!...
    Os amigos são o nosso porto de abrigo mais seguro... a AMIZADE é das coisas mais lindas que a Vida tem!
    Amigos estão sempre no coração!

    Jokinhas
    Elsa
    Parapeito said...
    :) Percebi o que quiseste dizer...mas para mim a familia...no verdadeiro sentido da palavra é muito importante...assim como os amigos..aliás costumo dizer aos meus verdadeiros amigso...que são da familia :)
    Um abraço ruim :)
    Miosotis said...
    ... senti profundamente o texto que escreveste! Nem quero acrescentar nada...

    Um 'silêncio muito amigo' pelo afecto que nos une ao longo do tempo...

    Beijo,
    Fragmentos Culturais said...
    ... como acrescentar algo? Se é mesmo assim!

    Apenas um abraço bem afectuoso pela presença 'amiga' sempre constante...
    Blogadinha said...
    Os amigos são a nossa melhor vizinhança - quando o são, limpam o rosto ao invés de potenciar a lágrima.

    Os filhos, e todos o somos, são-no para o mundo - há na vida lugar para todos, basta que tenhamos consciência dessa mesma singularidade.

    E sobretudo que aceitemos a mesma!

    Bjos


    PS: grata pela dica do último post!
    Menos Inútil said...
    nguem da minha familia eh meu amigo.

    beeijos!
    contradicoes said...
    Concordo inteiramente contigo. Tenho amigos cujos laços de amizade são muito mais fortes do que aqueles que me ligam a muitos familiares directos.
    Um abraço
    Oliver Pickwick said...
    Exceto pelos filhos, prezado Art, está absolutamente correto. Talvez não os tenha, daí, não mencionar esta exceção.
    Um abraço!
    Maria, Simplesmente said...
    Não tenho outro aliado a que recorrer...

    Tristeza de vida!
    Maria
    ana p roque said...
    Interessante este blog,concordo com este Post,embora pense que a familia é importante,quando se tem uma "Familia" no verdadeiro sentido do termo.

    Bfs
    Abraço.
    Miriamdomar said...
    "Um irmão pode não ser um amigo, mas um amigo será sempre um irmão. "
    Mas também não podemos esquecer que há famílias e famílias!
    E uma família que nos ame e nos aceite como somos é muitas vezes ,o nosso porto de abrigo!
    Bjs

Post a Comment