Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Para quem está habituado a mentir, as palavras dão muito jeito, porque não ajudam à verdade, servem mais para camuflar, do que para revelar.

É por isso que muitas vezes não acredito em tudo que me dizem, porque o que calam tem muito mais informação para ser revelada, do que aquilo que sai pela boca.

Os olhares, os gestos, as expressões, e as posturas mentem muito menos do que as palavras, por isso é que para mim não há nada mais completo do que aliar à doçura de um gesto que me toque a alma, a eloquência de uma palavra que me encha o coração...

22 Comments:

  1. Maria, Simplesmente said...
    Há muita gente como tu, eu desconfio de todos aqueles que, quando falam comigo e eu com eles não me olham de frente. Os olhos não enganam ninguém.
    Vim ver o que tinhas escrito hoje e é também um belo tema.
    Dorme bem
    Maria
    Maria, Simplesmente said...
    Hoje li melhor o que escreveste, o vento já me deixa pensar melhor!
    Prefiro o gesto às palavras, embore sinta que as palavras também contam, no entanto penso, que Judas beijou Jesus antes de o entregar, que palavras que me disseram não eram as que me deviam ter dito e me enganaram.
    No abraço sentem-se se há ou não verdade, as palavras são levadas, até pela brisa suave.
    Maria
    alfabeta said...
    Sem dúvida!

    Os gestos não mentem! :)
    Secreta said...
    Estou plenamente de acordo contigo. As palavras são muito traiçoeiras... e os gestos , o olhar , muito raramente conseguem esconder-nos algo.
    Beijito.
    Carla said...
    partilho do teu gosto pela doçura dos gestos e pela magia das palavras
    beijos
    Uma estrela errante said...
    Olá,

    Concordo plenamente contigo...por vezes as pessoas pensam que estão a enganar e nem pensam que deixam sempre algo que os vai descobrindo...

    Beijinho

    Isa
    C Valente said...
    Há palavras e palavras, Há quem faça da palavra honra, e da mesma vigarice
    Saudações amigas
    Elsa said...
    ART,

    nem sempre mentir ou omitir faz mal... por vezes, assim não magoamos!...

    E quantas vezes os gestos, expressões e até sentires se opõem às palavras que são ditas com a razão e não com o coração!...

    Nem tudo condenes, às vezes tenta perceber!...

    bjokas
    Elsa
    Tipp said...
    Uma verdade que magoa não deve ser dita. (dentro de certos limites) O olhar também diz o que quisermos. Essencialmente diz o que acreditamos, que poderá ser diferente do que a outra pessoa pensa.
    Serena said...
    Art,
    Gestos e palavras complementam-se, ou não fossem duas formas de comunicação.
    O que seria das palavras sem os gestos para as reforçar ou o que seria dum gesto sem palavras para o definir e consolidar?
    Já duvidei da palavra, chegando a crer que unicamente a palavra poderia ter duplo entendimento, mas à vida coube talvez o desprazer, talvez a sensatez de me ensinar que também os gestos são questionáveis.
    Portanto, hoje, não dissocio a palavra do gesto, nem o gesto da palavra. Somente ambos e, em consonância, perfazem o tudo ou... o nada.
    Beijinhos.
    miriamdomar said...
    As palavras são uma arma muito poderosa, se bem utilizadas.Podem ser positivas ou negativas conforme o objectivo e a interpretação que lhes derem!
    Se mentem ou não , não sei!E ás vezes ,é tão dificil saber!
    Só conhecendo a pessoa , o seu olhar ,a postura e os seus gestos!
    E mesmo assim ,há pessoas que enganam bem!
    Por isso, eu costumo dizer que nem
    o falar demais, nem o falar de menos me atraiem!
    Bjs
    zm said...
    Art,

    Surpreende a simplicidade e lucidez das tuas palavras.
    Ainda que saiba a complexidade necessária para as poder escrever.
    Assim, como Tu fazes.

    Oh inveja... : )

    É bom ler-Te.

    Abraço
    Odele Souza said...
    Ah! As palavras. Escritas ou ditas, podem nos deixar contentes ou muito tristes.
    Mas sempre prefiro acreditar que as pessoas com quem me relaciono não mentem para mim e acredito sempre nelas.Mentir é horrivel. Acredito também que o mentiroso (a)não levará muito tempo para ser descoberto. Quem consegue usar uma máscara por muito tempo? E quando a máscara cai, só nos resta sair em busca de algo verdadeiro. No amor ou amizade tem que prevalecer a verdade.

    Um forte abraço pra ti.
    Oliver Pickwick said...
    Assino em baixo, amigo Art! Acho que a maior expressão da verdade está no olhar.
    Um abraço!
    KI said...
    Olá Art, eu não sei mentir, é complicado mas não sei mesmo. Será defeito?

    Gosto do que escreves. É divertido ver como tu utilizas as palavras.

    Abraço.
    cõllybry said...
    As palavras mentes, mas o olhar não...Cedo ou mais tarde a verdade se revela...

    Beijitos
    contradicoes said...
    Concordo inteiramente contigo. Muitas vezes estamos a escutar gente que está simultaneamente a ser desmentida pela expressão do seu olhar. Um abraço
    Raul
    Irene said...
    O silêncio é muito mais revelador da verdade do que as palavras. E ele exprime-se na linguagem corporal, sem dúvida, para quem saiba ler... :)
    Nogs said...
    É verdade, Art...


    Ahah! Eu também tenho essa imagem fabulosa na minha barra lateral do "Às vezes de Noite".


    BeijO
    Ventania said...
    ah, quantas vezes nos enganamos! as palavras têm esse poder, se permitirmos. e a seguir, o que fazer com a verdade que vemos e nos asseguram que não está lá? enrolamo-nos com ela para tapar o frio que a mágoa deixa mas a verdade escorrega para parte incerta e o que vimos já não está, tudo em dúvida de novo, de novo o poder às palavras, que persistem...
    Parapeito said...
    ...aí as palavras...ja dizia Eugénio de Andrade : São como um cristal,
    as palavras.
    Algumas, um punhal,
    um incêndio.
    Outras,
    orvalho apenas...

    :))o que interessa realmente é o que sentimos*****
    aorta said...
    Que grande verdade!

Post a Comment