Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Não devemos limitar-nos a assistir à passagem do tempo. Temos sempre que fazer a nossa parte para que a idade não nos impeça de viver como merecemos e queremos.
Li uma frase, cujo autor desconheço, que diz simplesmente isto:

"Maturidade, é a arte de viver em paz com aquilo que não podemos modificar"

Eu acrescentaria que maturidade também é o facto de sabermos o que podemos, se não modificar, pelo menos amenizar, para que os anos cheguem mais suavemente. O tempo cobra sempre o seu tributo. Ninguém passa incólume. O que se deve fazer é controlar os seus efeitos para que não sejam devastadores.

Quanto ao que é "imodificável", temos que saber aceitar. Não adianta revoltarmo-nos contra as alterações que a idade provoca em nós. Temos é que saber viver com isso. Eu costumo dizer que a idade não está no nosso BI, mas sim dentro da nossa cabeça. Quem mantém um espírito jovem, será sempre uma pessoa nova independentemente da idade.

13 Comments:

  1. Zé Manel said...
    Art,

    "Maturidade, é a arte de viver em paz com aquilo que não podemos modificar"
    Verdade absoluta...
    Mais: o que o tempo cobra não cobre o que dá!
    Eu gosto dos meus anos, olhar para trás e gostar do que vejo, agora...
    Secreta said...
    A maturidade é um processo pelo qual todos nós passamos , e bem , a meu ver.
    Beijito.
    Carla said...
    Totalmente de acordo contigo...o tempo pode ser carrasco mas também nos pode oferecer pétalas de sabedoria...está em nós a capacidade de o saber gerir no sinuoso caminho da felicidade
    beijos
    Joana Dalila Santos said...
    Sim senhor...
    (Un)Hapiness said...
    bem, espero conseguir ser então, tão madura como o descreves...

    sei q nao o sou ainda...quero, ainda, mudar muita coisa, quero ainda voltar atrás no tempo...
    mas, hei-de lá chegar :)

    kiss

    :)
    C Valente said...
    Saudações amigas
    aorta said...
    O amadurecimento traz-nos sabedoria e alguma tranquilidade.
    Saber amadurecer mantendo a jovialidade, é uma arte.
    Ruela said...
    Concordo contigo,
    o espírito é sempre jovem


    abraço,


    desculpa a ausência, tenho andado num turbilhão...
    Defensor said...
    Salve
    Realmente, existem situações que não podemos modificar, apenas aceitar.
    Posto oportuno ao momento que vivo.
    Abraços
    Lyra said...
    A maturidade não passa de um longo percurso durante o qual se diz o que não deveria dizer-se. É isso precisamente a arte da conversação...

    Beijinhos e até breve

    ;O)
    Ana said...
    Gosto da frase, boa descoberta.

    Em relação à tua frase tenho uma parecida:
    A tua idade não corresponde aquele número que aparece no BI, pois todos os momentos que viveste e aquilo que retiraste deles não podem caber nunca num desses números.
    A tua idade é apenas um acumular da várias estações do ano sob a pele e um chumbo pesado ou umas asas de condor dentro de ti.

    Felicidades!

    Beijos
    Um Momento said...
    Com toda a certeza a nossa idade não é "exactamente " a que está no nosso BI.
    Pecadora me confesso , que no meu BI deveria constar para aí uns 20 anos a menos( sorrindo)
    A idade está , como tu dizes e muito bem , na nossa mentalidade, na nossa cabeça.
    "O tempo não mata mas mói"... ditado de quem também não conheço o autor , mas uma frase que ouvia muito da boca da minha Mãe...
    Viveu...Sofreu ... mas a sua mentalidade era realmente jovem...e assim me ensinou ( fui boa aluna:))
    O tempo esse sim... por vezes troca-nos as voltas... e nós as voltas teremos saber que voltar a trocar( se bem que ás vezes voltas não há a dar) , mas enquanto houver... jamais deixar de tentar... Viver, mentalizando-nos que a nossa mente será sempre jovem enquanto quisermos que seja:)

    Um beijo de uma catraia que até pensa que é uma Cotinha engraçada:))))

    ( ainda vou levar uma trolitada:D)

    (*)
    Cândida said...
    então digo já k aqui vou continuar a ser a velha ridículamente imatura.
    com muita pena minha.
    foda-se!

    e o parvalhão do anónimo se me volta a chamar tolinha por outras palavras leva dois chapadões bem dados se me disser o nome. ó diz!

Post a Comment