Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Medo...

O medo... o medo... é só uma palavra... apenas uma palavra, que por vezes nos nossos lábios soa a conformismo ou dor.

Às vezes parece que é o nosso próprio organismo que se recusa a ser feliz, a fazer as coisas bem... O medo realmente desencadeia um sem número de sentimentos, especialmente no amor, mas isso só acontece porque é muito difícil deixarmos de ser "eu" para nos transformarmos com alguém num "nós". É um processo lento, e nem sempre bem sucedido.

A mente humana é dona de estranhas armadilhas. O maior problema é que muitas vezes parece que nos recusamos a entende-las. Por vezes parece que queremos fugir. Mas será que sabemos sempre do que queremos fugir? Fugir de nós mesmos? Fugir do amor?

Ser feliz nem sempre é fácil. Ser feliz às vezes dói. Mas a verdade é que na infelicidade também pode existir "poesia", e nas lágrimas também pode existir amor... É por isso que a vida é bela.

Por vezes não sabemos amar, porque o amor nos ultrapassa, e por isso temos medo... medo da grandiosidade, medo de sentir falta de alguém, medo de ser um sonho e a qualquer momento acordarmos... medo de amar.

20 Comments:

  1. Ekaterina said...
    HUM , já lá foi entao :) OK . Obrigado !
    multiolhares said...
    O medo um dos piores condicionantes da vida humana
    beijinhos
    (Un)Hapiness said...
    o maior medo é a incerteza do que está do lado de lá...
    Um Momento said...
    E são palavras como estas que me cativam na tua leitura...
    Profundas,sentidas e bem reais.
    Medo de tudo um pouco a parecer tanto e exageradamente medonho
    Assim como eu ás vezes quero dizer mais e o medo de "falar" demasiado sobrepoe-se:)

    Beijo sem medo na fantástica pessoa que és!

    (*)
    Defensor said...
    Salve
    O medo nos impõem barreiras, nos enclausura em prisões imaginárias, porém facilmente transponíveis quando o enfrentamos...
    Abraços, belo post...
    Brown Eyes said...
    Concordo com o que dizes e parece-me que também o medo é um aliado da "cobardia". É mais confortável aliarmo-nos ao medo, do que termos coragem para enfrentar o desconhecido, mesmo que seja o Amor.

    Fica bem
    BE
    Elsa said...
    ohhh não acredito que te deixes levar pelo medo...
    Diz-me com toda a sinceridade, em todos os amores que já viveste voltavas atrás para não teres que sofrer ou fazer sofrer alguém? se assim é é pq não aprendeste a lição...
    Só o medo nos pode fazer perder a oportunidade de ser feliz!...

    Pede para que o medo não chegue nunca!...
    jokas
    Elsa said...
    EU NÃO ACREDITO QUE TENHAS MEDO!...
    foryou said...
    Medo... mas o que era de nós sem medo? Não havia barreiras a transpor e a vida transformava-se num enorme tédio. É engraçado que frequentemente se alia coragem à ausência de medo, quando afinal a coragem é apenas o transpor do medo... e dá um prazer do caraças consegui-lo :)
    Medo no amor? É só um condimento :)
    Incongruente said...
    Já tiveste medo de sinceramente dizer algo a alguém com medo de seres mal entendido ou de o veres recuar? Eu hoje tive, talvez não devesse ter ignorado, talvez devesse ter seguido o instinto. Fiquei na dúvida... perdoa-me a partilha da azucrinação do meu dia :)

    Abraço
    Secreta said...
    O medo ... sentimento tão devastador...
    Beijito.
    Boa Páscoa.
    Ignota said...
    O medo amadurece com o tempo.
    Já tive medo do escuro, medo da chuva, medo da minha marquise, medo dos meus ladrões imaginários, medo de alturas, medo de velocidade, medo das ondas grandes, medo do professor, medo de melgas, medo da morte, medo do futuro, medo do medo, medo dos que amo, medo de amar, medo de me dar, medo de ficar sozinha...
    Medos que passam, outros que ficam e ainda outros que se esquecem, ou que se não reconhecem, mas que tanto nos limitam, em cada momento que vivemos.
    A verdade é que também no medo se pode encontrar um reverso da medalha e é o que tento fazer a cada um, aprendendo a lidar com ele, de modo a que não me impeça de ser feliz!

    P.S.: Continuo com medo de melgas, confesso.
    P.P.S.: Desafiei-te no meu blog: quase que tive medo de dizer. he he.
    Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras said...
    De férias e com mais tempo para visitar os vizinhos bloguers, encontrei aqui um momento único de rara beleza. Divageui contigo e encontrei aqui belas palavras conjugadas com mestria.

    Um beijo e boa Páscoa
    Erotic Spirit said...
    Fear because we cannot control, it is bigger than us and all that is ahead is usually unknown territory
    :)
    stiletto said...
    Medo... como as tuas palavras fazem sentido neste momento na minha vida... o medo faz-nos parar à beira da vida e não deixar correr os acontecimentos.
    Divinius said...
    Sem medos deixo um sorriso:)
    aorta said...
    Temos de sofrer para amar e temos de lutar para vencer. É o medo de sofrer e o medo de lutar que nos trava tantas vezes e não nos deixa ser feliz. Por medo fugimos, por medo recuamos, por medo fraquejamos.
    Oliver Pickwick said...
    O medo tem diversas moradas. Às vezes é um companheiro essencial, que nos torna mais cautelosos contra os perigos desta vida.
    Todavia, o amor é a pior moradia para este sentimento, pois o enfraquece ante o eterno fantasma da insegurança.
    Abraços!
    Ana said...
    O medo consome os momentos que podiam ser vividos em felicidade.

    Enfrenta-o e depois diz-lhe que vá, pois tens um céu imenso para descobrir a voar:)

    Ama, ama sempre.

    Beijos
    zé manel said...
    O medo não é só uma palavra.
    Olha á volta...
    Vê que sem ser pronunciada limita o mundo onde vivemos.
    O amor é um pormenor. Porque perfeitamente identificado.

    Na vida condicionante...

Post a Comment