Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Já sabes o que penso sobre o silêncio.
Detesto o silêncio, detesto que não me falem sobre as coisas. É o pior que me podem fazer. Quando se faz delas um "tabu"... hummm...
Por isso sempre que me fazes isso, para mim estás a tentar encobrir alguma coisa, logo estás a mentir-me.

10 Comments:

  1. Ana said...
    Art,

    É curioso como algumas pessoas costumam desculpar-se dizendo que "omissão não é mentira". De facto, se olharmos para o significa das palavras em si, "omitir" não é "mentir", mas...num relacionamento a dois, quando se omitem certas verdades, quando se faz de alguns assuntos "tabus", isso torna-se uma mentira, porque mexe com a confiança que se deposita no outro.
    Se não é um assunto importante para os dois, então porque se omite? E se é... não deveria ser logo partilhado?

    Também detesto esses "silêncios".

    Beijinhos
    (Un)Hapiness said...
    às vezes o silêncio diz tanto..

    às vezes é tão necessário...

    às vezes é imprescindível...para mim...
    foryou said...
    O complicado é que concordo com os dois comentários aí em cima...
    Odeio mentira e omitir para mim também é mentir mas... por outro lado também gosto de silêncio... mas daquele silêncio cumplice em que as palavras só vinham atrapalhar, não servem para nada porque estar ali em silêncio já diz tudo.

    Beijo Art e calma :)
    AcidoCloridrix said...
    Entre duas pessoas, o silencio realmente é detestável,,, mas mais vale por vezes estarmos em silencio do que dizer asneiras!!!! Abraço,,,, HCL
    Isa&Luis said...
    Boa dia,amigo!

    O silêncio pode ser muito penoso.

    um olhar de esperança para que Natal seja todos os dias...

    Feliz Nata!

    beijinhos

    Isa&Luis
    Litinha said...
    Art,
    Omitir, mentir e silenciar são atitudes comportamentais que têm que ser analisadas em separado e com conhecimento do contexto.
    Se omites, silencias-te e obviamente estás a mentir!... Parece-me uma ilação prematuramente radical e assenta tão-só numa suposição.
    Nem sempre quem omite ou se cala, está a mentir!... mas, como não sou apologista de cogitações sobre o que ainda é uma suspeita, opto pelo diálogo... obrigatoriamente, “doa a quem doer”!...
    Abomino silêncios deliberados e manipuladores (há muito disto hoje em dia, lamentavelmente!...) e defendo, unicamente, o necessário ao reajuste do nosso eu!... muito haveria a falar sobre silêncios mas fica para outra ocasião!...
    Beijinhos.
    Aorta said...
    Omitir é, em parte, mentir. Quando me é omitido algo, eu interpreto como esconder a verdade e esconder a verdade, para mim, não é mais do que mentir. Parece confuso!
    O silêncio é mau. Aqui, quando há silêncio, significa que algo não está bem ou está a ser omitido. E eu, não gosto nada disso.
    Cineasta 81 said...
    Eu gosto muito do silêncio, mas depende do contexto.
    Jacinta Correia said...
    Há silêncios que são ouro. Outros, por serem omissões, podem abalar relações. A confiança tem várias etapas de construção, mas num momento se desmorona. Por iss, também não gosto destes silêncios. Bj
    Delírios da Eva said...
    Vim cá desejar-te um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!

Post a Comment