Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Há muitas coisas assim na vida que começam do nada. Foi assim que tudo entre nós começou, e entraste sem nenhum de nós saber para a minha vida. Se não para todo o sempre, pelo menos para todos os dias enquanto os houver.

Eu já sabia da tua tranquilidade, do teu feitio, do teu jeito com crianças, do teu prazer de viver, do teu corpo atlético, e da tua pele morena.

Sempre ouvi dizer que o amor nasce num instante, como um relâmpago que cruza o céu, ou uma onda que de repente cobre uma praia inteira. Sempre ouvi dizer que o amor mata, e quando não mata é porque morre, e quando não morre é total, absoluto, sublime, e perfeito.

Andava há tanto tempo à procura de qualquer coisa, que já nem sabia bem o que era, quando te vi, e percebi que é do nada que tudo pode acontecer, mesmo que tantas vezes o fio pareça partir-se, a luz tão fraca ameace apagar-se, e os sonhos ameacem desfazer-se na manhã seguinte.

Mas na manhã seguinte descobri que afinal o amor não tem que nos fazer estremecer como um relâmpago, nem sufocar como uma onda, e que pode ser o ruído sereno de uma nascente, que corre devagar em direcção a um mar imenso.

32 Comments:

  1. Micas said...
    Ena, ena, hoje sou a primeira :))

    Porque o "nada" é "tudo"...gostei imenso deste texto e a fotografia é fabulosa.

    Beijos e bom fim de semana :)
    Maria Carvalho said...
    Belíssimo! Adorei este texto! Beijos.
    Miguel said...
    Art,

    È tudo o que escreves no ultimo paragrafo, a paixão é isso mas o amor vai correndo no caminho do grande oceano da felicidade!

    Da harmonia entre 2 pessoas!

    Gostava de agradecer-te as tuas visitas e comentários nos meus blogs!

    Um grande abraço da Matilde e Cª!
    noreinodafantasia said...
    O amor verdadeiro só pode ser de facto uma coisa sublime e sobretudo serena...inesperada! Adorei o texto e a fotografia também é excelente!
    Papoila said...
    Muito belo como sempre... por que não há fronteira entre o "tudo" e o "nada"... Beijo
    Anonymous said...
    Sem dúvida q o amor nasce do nada... ou melhor de um pequeno fragmento de dois seres q se 'tocam' na essência - a alma!
    Mt inspirado este texto poético, Art!

    bjs afectuosos

    Mt sensibilizada pela tua fidelidade poisada em meu espaço.
    Dä®k Añgë£ said...
    O nosso amor, meu Amor, vai ser sempre como a nossa tranquilidade... na manhã seguinte...
    Obrigada por me amares assim, como nunca outro homem teve a coragem de o fazer.

    Beijos
    Anonymous said...
    Sorri...sei ao que sabe este amanhecer,dos tons e do olhar e,adorei ou gosto de gostar!
    Um beijo
    concha
    collybry said...
    Dividas de Alma...digo,
    O amor nasce do registo do nosso espirito, nem poderia ser de outra forma, o nada não existe...
    Na manhã seguinte Ele lá continua se não for vivido, amor é sublime vivendo-o somente...Que ele o seja em Tua vida...em pleno_____________
    doce olhar, cõllybry
    Kalinka said...
    1ª visita a este blog...leio tudo e adoro.
    Mas, foi este agradecimento do Amor que sente,que me fez arrepiar:
    Obrigada por me amares assim, como nunca outro homem teve a coragem de o fazer.
    LINDO.
    Hoje, com esta idade(51) nunca pude sentir-me amada a ponto de fazer um agradecimento igual.
    Enfim...
    Mas, a minha vinda cá tem por finalidade fazer um desafio: vem dizer-me quais as musicas preferidas em vários momentos da tua Vida.
    Também disse qual é uma das minhas.
    Abraços.
    Freyja said...
    Hola, como estas?
    buen post, es erdad que hay cosas que comienza de nada, a veces son un exito o un fracaso
    y siempre estampoos buscando la tranquilidad y se logren los objetivos
    el amor nace del encanto de 2 almas y hay que cuidarlo para que logre un final feliz
    el amor es la mas bella razon de existir
    gracias por tus saludos en Sucesos, si, quiero dejar el pasado con mil sucesos y tomar el presente
    es lo que hoy hago
    gracias vivire mi presente y el futuro con esperanzas
    besitos y una linda semana



    Besos y sueños
    Freyja said...
    Desde Fragmentos Matilde es la princesa de Blogosfera
    ademas es un encanto
    amo ese maravilloso Portugal, entre versos de Pessoa y Fado
    he conocido por este mundo de los blogs personas muy lindas, y hay muchos portugueses, son de un alma muy linda y excelentes personas
    tengo bueno amigos y mi sueño es llegar algun dia a caminar por las calles de Lisboa y envolverme de ese encanto
    ademas tienen un idioma maravilloso
    soy una persona que abre el corazon a la amistad y aunque hay geografia trata de ayudar y apoyar a todos

    pero Matilde tiene que traspasar las fronteras, porque es una bella niña ya de un año
    Dias antes le hice tambien a los poetas de Na Escuridao Da Noite, donde yo estoy con ellos, un pequeño homenaje
    han sido muy buenos amigos

    besitos y una bella semana, gracias por tus saludos

    besos y sueños
    Lúcia said...
    Amar é bom demais! Encontrar o verdadeiro sentimento na pessoa, é maravilhoso. Poder dividir o espaço, a escova de dente, enfim... Só não pode sufocar, risos... Fico contente em saber que visita meu cantinho pela primeira vez e que gostou. Pode voltar quantas vezes quiser. Um beijo e um restinho de domingo.
    Lis57 said...
    Querido Art
    Com um texto tão bonito quase fico sufocada por ele e sem palavras para o comentar.

    Um beijo. Boa semana
    Secreta said...
    O texto é muito bonito.
    O Amor é o Amor e pode sre vivido e sentido de várias formas.
    Beijito.
    imensa said...
    vês, como as coisas são simples?!

    beijo imenso
    imensa said...
    simples mas rico em mensagem, Parabens.


    gostomuitissimodeti
    Isa e Luis said...
    Olá Art,

    gostei muito, degustei cada palavra com o sabor da serenidade.

    A imgem é linda!

    Tem uma excelente semana com muitas alegrias amor e paz

    Jinhos

    Isa
    nene said...
    Um Amor muito bonito!
    Beijinhos e uma boa semana:)
    Mikas said...
    O amor é uma balança em desiquilibrio, umas vezes é fogo, outras é água. E é isso que o torna tão equilibrado, contraditório não é?
    Mónica Lice said...
    Gostei de passar por aqui!

    Beijinhos de um bom dia!;-)
    Anonymous said...
    muito bonito o teu pensamento.
    jinhos meus
    Cristina said...
    Olá Art,
    O amor cresce mesmo do nada, e vai crescendo com os dias, meses e anos...
    :)
    Um beijinhu
    anacanela said...
    de facto...ninguem disse que tinha de ser sinónimo de desassossego...mas desassossega mesmo! até quando não existe ...desassossega na procura, na busca , no encontro , no choque , no encaixe, no tempo, no espaço...e será que chega a uma meta de plenitude e paz...ñ sei ainda...ando á semanas , ando á meses, a acordar embriagada desse desassossego...mas quando me deito sonho com essa manha seguinte sim*

    gostei desta tua visão :)
    meialua said...
    O amor é assim pode aparecer como menos se espera e até vir devagar, devagarinho e de mil eu ma formas e quando dás conta; ele está lá.
    Beijinhos
    Luna said...
    ;) Simplesmente, 5 estrelas :) bj
    Anonymous said...
    Mais um excelente exemplo de um post que nos enche a alma de coisas boas.
    Maria said...
    Dearest Art of Love! excelente texto! Amei!Beijinho.
    Adryka said...
    Esse é o verdadeiro amor...Nasce silêncioso para se fixar sem que dê-mos por ela, fico feliz por ler a sensibilidade dos meus amigos, fico contente por te ler.
    Beijinhos para ti
    Dulcineia said...
    Cada pedaço do que escreves é uma tentação.Voltei...não sei por quanto tempo...MUITO de Deus quiser.
    Blogue da Magui said...
    Ficou muito bem escrito. Vc faz poesia em prosa. Entretanto , para mim , que já tenho mais anos de janela, o amor não existe. É mera miragem plantada pelo sistema para que domemos os nossos hormônios.
    MalucaResponsavel said...
    Acho q pode haver esse relampago repentino, mas dp, no dia sgt, para perdurar, há uma construçao, quase que imperceptivel, transforma esse relampago em algo mais... ou nao... bj

Post a Comment