Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Somos o avesso um do outro...
Quando duvido e paro, tu segues em frente.
Quando tenho medo, tu tens vontade.
Quando sonhas, eu pego nos teus sonhos e torno-os realidade.
Quando te entristeces, e te fechas numa concha, eu choro para o mundo.
Quando não sabes o que queres, esperas e eu escolho por ti.
Quando alguém te empurra tu foges, e eu deixo-me ir.
Somos o avesso um do outro...
Iguais por fora, ao contrário por dentro.
Mas como duas metades teimosas, vivemos de costas voltadas um para o outro.
Tu sempre à espera que eu me vire e te abrace, e eu sempre à espera que a vida me traga um sinal, me aponte um caminho...

Eu a convencer-te que gostas de mim,
Tu a convenceres-te que não é bem assim.
Eu a mostrar-te o meu lado mais puro,
Tu a argumentares os teus inevitáveis.

Eras tu a dançares em pleno dia,
E eu encostado como quem não vê.
Eras tu a falar para esconder a saudade,
E eu a esconder-me do que não se dizia.

Afinal...
Quebramos os dois...

Desviando os olhos por sentir a verdade,
Juravas a certeza da mentira,
Mas sem queimar de mais,
Sem querer extinguir o que já se sabia.

Eu fugia do toque como do cheiro,
Por saber que era o fim da roupa vestida,
Que inventara no meio do escuro onde estava,
Por ver o desespero na cor que trazias.

Afinal...
Quebramos os dois...

Era eu a despir-te do que era pequeno,
Tu a puxar-me para um lado mais perto,
Onde se contam histórias que nos atam,
Ao silêncio dos lábios que nos mata.

Eras tu a ficar por não saberes partir,
E eu a rezar para que desaparecesses,
Era eu a rezar para que ficasses,
Tu a ficares enquanto saías.

Não nos tocamos enquanto saías,
Não nos tocamos enquanto saímos,
Não nos tocamos e vamos fugindo,
Porque quebramos como crianças.

Afinal...
Quebramos os dois...

Sobram-me palavras, porque as palavras são as únicas que nunca falham, alimentam os sonhos e sustentam os dias quando nada mais há do que o silêncio.
O amor é um mistério que se pode solidificar numa relação quase perfeita, ou evaporar-se com o tempo e a distância.
Estou cansado de sonhar, de te querer e não te ter, de nunca saber se pensas ou não em mim, se à noite adormeces com saudades no peito ou te deitas com outros.
Depois de todas as palavras, fiquei sem armas e sem forças.
Sobra-me apenas a certeza de que nada ficou por fazer, muito pouco por dizer, e que os sonhos nunca se perdem, apenas se gastam com a erosão do tempo e do silêncio.

Inspirado no tema "Quebramos os dois" dos Toranja

32 Comments:

  1. lualil said...
    gostei desse balanço na vida,nos sentimentos e nos sonhos!
    fica bem!
    beijos grandes,
    Miosotis said...
    Art, vim retribuir o teu olhar em meu sítio de sentires!
    Embora tenha lá respondido, como sempre faço, gosto de visitar-te! E faço-o mt vezes!

    Gosto mt do teu texto, inpirado no tema dos "Toranja" (sons q gosto), esta composição é muito inspirada!

    Sim "...os sonhos nunca se perdem..." e em meu sentir tão pouco "... se gastam com a erosão do tempo..." mas o "silêncio" pode ser violento!

    bjs em cor de miosotis
    Maria Carvalho said...
    Escrever o que se sente é sempre um acto puro. Pouco terá ficado por dizer e os sonhos não podem nunca acabar, isso é uma verdade. Beijos para ti.
    Micas said...
    Soberbo. Gostei imenso destes sentires feitos Palavra e, o sonho, esse nunca pode deixar de existir.
    Beijos
    Doryanne said...
    Gosto muito desta música dos Toranja, e também a mim a letra me diz muito pois faz-me recordar certas coisas...

    Gostei do que escreveste.

    Beijokas
    Rukinha said...
    Boa inspiração... parece mm a sintonia perfeita. Mas sempre ouvi dizer q nada é perfeito... um abraço e parabens pelo excelente texto.
    Wakewinha said...
    Que brilhante inspiração. Que bela música. Que densas palavras. =)

    Beijito*

    [Lê e Divulga!]
    Adryka said...
    Meu querido amigo, isso chamasse amar com o orgulho de n/ querer ceder, no amor as cedecias são factos concretos nunca quem ama entende como cedencia um voktar a traz, o amor é lindo mas o amor com duvidas não é amor, é apenas ilusão, adorei e como sempre adoro o que escreves, sou tua fã. Beijinhos amigo
    Miguel said...
    Os desencontros do Amor ...
    Marcam uma vida!

    Bjks da Matilde
    Carlos said...
    De repente um eclipse,

    e no retorno do sol,

    a ausência da luz...

    Perdera-se de mim ?

    Não sei...

    Lembro do meu riso,

    da minha alegria,

    dos meus cabelos ao vento

    E da agonia da espera feroz...

    Lembro da magia,

    do encanto que cada encontro trazia...

    Do tesão,

    dos lábios presos aos dentes,

    dos gemidos dementes...

    Lembro dos sonhos, das falas e até mesmo das "calas",

    Coração acelerado pela demora,

    cada música da trilha sonora,

    Todas as juras...

    Cada frase mal dita,

    E até da sua risada bendita

    Lembro do que me transformei em seus braços,

    Do calor de seus abraços

    Do dia que me fez mais mulher...

    De cada beijo,

    Todos os roçares,

    Em todos os lugares...

    E você,

    lembra de mim?
    Isa e Luis said...
    Lindo lindo o teu texto. A vida é feita duma torrente de sentimentos.

    Uma semana deliciosa

    beijinhos

    Isa
    paulo said...
    oLA CARO AMIGO EU SEI QUE DEIXEI DE APARECER, MAS PODES ME VISITAR SE TU O DESEJARES AQUI http://grafspee.weblog.com.pt/

    mAS NÃO ESTOU COMPLETAMENTE INSTALADO derivado a o trbalho e as noites que hoje em dia/noite me cairam em cima e o tempo para o meu cantinho weblog iand é pouco, mas aparecepor lá, porque és bem vindo.
    o meu abrço de amizade,
    paulo
    Andrye said...
    A cada dia que passa mais confirmo q este é sem duvida o melhor blog q alguma vez li..parabens..apesar de ser um texto triste mas o "toke" das tuas palavras, tudo é divinal.. beijo grande*
    imensa said...
    muito bonito este vai e vem das palavras. sempre a surpreender e a superar-te!

    um beijo imenso
    imensa said...
    para ti raptava mil palavras para te dizer que gostei muito.

    gostomuitissimodoteublog

    beijo
    Luís Miguel said...
    Aliaste um tema e poema divinal às tuas fantásticas letras.
    Que dizer mais? Aplaudo! Aplaudo!
    .
    .
    .
    anita said...
    Entrei hoje no teu blog, dark... pois a poesia parece mesmo... mais bela... k a vida!
    beijos anita
    Papoila said...
    Os sonhos nunca acabam e por assim ser não estão sujeitos à erosão do tempo...gravam-se na alma pela eternidade e tudo se reinicia mesmo o desencontro do encontro. Beijo
    alyia said...
    Lindo!!
    (que novidade... é sempre! este blog é uma ternura)
    Freyja said...
    esta bello y magico, lleno de amor y sentimientos que danzan
    el amor es la bella razon que nos hace seguir caminando, luchando y dando
    los sueños de a dos son los mas bellos y nunca se pierden.
    toma la vida, toma el amor...sigue con los sueños y tu corazon siempre tendra una sonrisa
    esta hermoso, s epuede decir tanto, las palabras salen y salen
    gracias por tu compañia y tus palabras bellas, solo es el alma que habla por mi, por una ausencia, por un silencio
    un abarzo grande y que mañana viernes sea bello
    mi abrazo es desde el ultimo lugar del mundo con mucho cariño

    besos y sueños
    Elise said...
    Quem sabe se os caminhos não se voltam a cruzar?
    Miosotis said...
    Votos de bom f-s!
    Qd se chega ao final da pág.... oh! é um susto!?!
    bjs
    Lylia said...
    tinham que quebrar os dois


    beijo
    Lúcia*
    Maria said...
    SONHOS SÓ SÃO SONHOS QUANDO SE TORNAM REAIS!SENÃO SÃO PURA ILUSÃO! CHEIA DE SENTIMENTOS E EMOÇÕES FLUTUANDO NO VAZIO! PENSAMENTO PALAVRA E SENTIMENTO ACÇÃO TRÁZ AO REGAÇO O AMOR QUE A TELA PINTOU DE LINDA CÔR! É ASSIM ESSE TÃO NOBRE SENHOR O AMOR!!!! AUTORA MARIA ROBERTSON
    Paty said...
    Ai Art...o amor! Axo que já é tempo de dar um tempo a vocês, de parar com sofrimentos e dores esquecidas e olhar para o futuro com outros olhos.
    É tempo de parar escutar o coração e ceder. Se sentes que o amor está acima de tudo por favor não deixes que a tua cabeça se sobreponha a que poderá ter lugar, e ao sentimento mais nobre no mundo.
    Um beijo e uma boa semana ;)
    Friedrich said...
    Gostei do conjunto que transformam sentimentos aritméticos numa palavra de amor, no amor que não chega por lhe faltar uma máquina que faça uma equação do tempo que resta para amar...

    Abraços
    simplesmente...mais eu said...
    Lindissimo
    Maria Carvalho said...
    Obrigada, meu querido, pelas tuas palavras. Senti-as. Beijos.
    O Micróbio II said...
    Transformei este teu post numa proposta musical... estou a ouvir... :-)
    MoonLight said...
    Ouvi ontem esta música dos Toranja e mexeu comigo desta mesma forma... Bjs de Luz
    Su said...
    belas palavras

    sendo o avesso um do outro era forçoso ambos quebrarem

    gosto de passar por aqui, mm sem comentar...

    jocas maradas
    boxexas said...
    Com a música, elevamos os nossos sentimentos à flor da pele, escrevemos palavras magníficas com os dedos emotivos, num misto de felicidade e tristeza nostálgicas. Gostei bastante do que escreveste, mas os sonhos, sem dúvida, que esses não se perdem, pois são nossos, íntimos, profundos, modificados também ao longo do tempo. Um beijo doce**

Post a Comment