Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

A Páscoa representa o que pode nascer e vir a ser... por isso devemos adoçar as nossas vidas com boas ideias, que possam germinar em novos amores. Acreditar nessa simples possibilidade já faz da Páscoa um momento super feliz.

A ideia de que as nossas esperanças se renovam em datas festivas carregadas de tantos significados deixa-nos mais solidários, alegres, e naturalmente procuramos partilhar essa alegria.

Como a Páscoa é ressurreição, é renascimento, nada melhor, do que esta época, para vos deixar aqui uma lindíssima história de amor, que não deixa de ter um grande significado, e que tem contida nela uma grande lição de vida.


Era uma vez um rapaz de pensamentos e posses simples, que se apaixonou por uma rapariga muito bonita. Ela tinha tudo o que a ele lhe faltava: graça, inteligência, popularidade, brilho e mistério.
Ela era bonita, ele era igual a tantos outros. Ela era alegre e divertida, ele era tímido e metido consigo mesmo. Ela era fogosa e provocadora, ele parecia uma mosca morta. Ela tinha graça quando andava, ele parecia que tinha os sapatos pequenos para os pés. Ela tinha a força do sol, ele era a sombra da lua. Ela não gostava de ninguém... e ele gostava dela.

Um dia ele declarou-lhe o seu amor, e ela riu-se dele. Então, ele ajoelhou-se aos pés dela e jurou-lhe amor eterno. Ela riu-se outra vez, e respondeu-lhe com desprezo: "amor eterno? Isso não existe". Mas ele não desistiu. Queria amá-la para sempre, e estava disposto a honrar o seu amor por ela.

Então ela olhou para ele com mais atenção, e pensou que até o poderia amar um dia, e lançou-lhe um desafio. Durante cem dias, e cem noites, ele teria de ficar debaixo da sua janela, à sua espera. Fizesse chuva, ou fizesse sol, caísse neve ou trovoada, noite e dia, dia e noite. Cem dias, e cem noites... se ele aguentasse tanto tempo, então seria porque mereceria o seu amor. O rapaz ficou com o coração cheio de esperança. Cem dias era um preço baixo a pagar para ter a sua amada. O tempo iria voar, tinha a certeza.

No dia seguinte, lá foi ele para debaixo da janela dela. Esperou que ela aparecesse, e acenou-lhe quando a viu espreitar por entre as cortinas. O mesmo aconteceu na segunda noite, e na terceira, e na quarta, e em todas as noites que se seguiram. Todos os dias, a qualquer hora, lá estava ele à espera de um sinal dela, para lhe mostrar que estava ali, de pedra e cal à espera de merecer o seu amor. Entretanto, o Verão acabou, e chegou o frio, depois a chuva, depois a neve, e o rapaz sempre lá debaixo da janela dela, à espera que ela o espreitasse pelas cortinas, para lhe mostrar que estava ali, a cumprir a sua promessa.

Nunca durante todos esses dias ela abriu a janela para o saudar, nunca lhe abriu a porta e o convidou a entrar e descansar um pouco, nunca lhe ofereceu um sorriso, uma palavra, um instante de atenção. Mas ele continuava lá, agora já cansado, enregelado pelo frio, ferido pela indiferença dela, desgastado pelo vento e pela chuva, faminto, triste, sentindo-se cada vez mais só...

Na nonagésima nona noite ele esperou mais uma vez por ela, e mais uma vez ela não apareceu. O rapaz abanou a cabeça, sentou-se no passeio, e chorou durante muito tempo. Tanto tempo que a noite passou, e o dia começou a nascer. Tantas horas de espera, tantos sonhos, tanto amor para dar, e afinal não valeu a pena. A rapariga continuava a ignorá-lo, e a fazer troça do seu amor. Sentado no passeio, chorou, viu o seu amor diluir-se, e sentiu que a sua paixão não era nada.

Foi então que o rapaz percebeu, que não era ele que não era digno do amor dela. Ela é que não merecia o amor dele. Percebeu que tudo que ele amava naquela rapariga era uma ilusão, e que não existia. Percebeu que o seu esforço só lhe tinha servido para aprender a conhecer-se, e a aceitar-se melhor a si próprio. Percebeu que era um homem livre. E no dia seguinte, quando ela abriu a porta para se entregar a ele, rendida por tanto amor e paixão, ele tinha-se ido embora...



Páscoa feliz para todos

44 Comments:

  1. Peter Pan X said...
    Meu caro Amigo Art, vim cá visitar-te neste dia especial e mandar-te um grande abraço.

    Mais uma vez presenteaste-nos com um belo texto, uma bela metáfora...

    "Parabéns!"

    Fica bem.

    ;-)

    Abraço
    Maria Carvalho said...
    Belíssima história!! Pura realidade. Quando nos aprendemos a conhecer sabemos que é assim. Beijos para ti, que me comoveste nesta manhã...
    Lis57 said...
    Querido Art

    Hoje, mesmo sem computador tive que vir aqui deixar-te um beijo cheio de ternura neste dia tão especial.
    Linda história que aqui deixaste.
    Parabéns !!!!!!
    imensa said...
    simplesmente arrepiante, as lágrimas chegaram, o sorriso voltou, obrigada por me teres chamado à razão.

    beijo imenso
    gostoponto said...
    será uma ilustração da minha vida?
    não o conseguiria fazer melhor!
    Eis a a versão feminina da história...mas com 210 dias. Agora vou reflectir sobre as tuas palavras e dizer BASTA.

    obrigada
    miacomigo
    Andrye said...
    Adorei a historia, linda mesmo! no amor n existe so uma pessoa, existem duas e p isso mesmo têm de lutar as 2 p uma relação. E é bem verdade, p vezes n somos nós q n merecemos certa pessoa, mas sim ela q n nos merece a nós..e é qd nos passamos a conhecer é q vemos q afinal de contas nós somos mais importantes e temos sentimentos q têm de ser respeitados.. beijo grande, boa pascoa!
    Paty said...
    Pois é! Esta vidinha é mesmo estupida às vezes...Sorri com este teu texto, porque também eu estive debaixo de uma janela tempo demais a espera de um milagre :)
    O milagre não aconteceu o coração despedaçou-se...a mulher desabroxou. Contudo, eu continuo aqui bem visivel de pedra e cal...ele pode-me ver eu posso até falar com ele, mas uma certeza existe, o meu amor não terá! Podemos até deixar para tras alguém que amamos muito, mas é importante mantermos a ponte que nos leva até essa pessoa...pois nunca se sabe se amanha não precisaremos dela e ela de nós!
    O mais imprtante sem duvida e cativar o amor e a amizade e nunca mas nunca alimentar odio, magoas e rancores...td passa ;)
    Beijos Art e uma pascoa deliz!
    Adryka said...
    Olá meu querido amigo, a tua estória é linda e não pouco invulgar, infelizmente. Quero deixar-te também os votos de uma santa pácoa beijinhos para ti
    Ana Lourenço said...
    Muito simples e adorei, só faltou as amêndoas :) Uma boa Páscoa.
    imensa said...
    o ditado é antigo e lá tem a sua razão...Quem espera desespera.

    beijo de amendôas
    Lubi said...
    Você visitou meu blog, há uns dias. Resolvi passar aqui, me perdi. Como me perco em meio ás coisas belas.
    Obrigado, por esse texto.
    A porta de lá, estará sempre aberta, viu, só prenda bem o coração!
    Beijocas, doce.
    Micas said...
    Mais um excelente texto onde a beleza da prosa poética está em perfeita harmonia com o apelo à reflexão que nos faz. Gostei imenso.
    Aproveito para te deixar um beijinho com votos de uma boa Páscoa.
    Squeezy said...
    Uma Boa páscoa, e claro recheada com uma bela leitura neste blog...
    Estrela do mar said...
    ...help me...não tenho tido tempo para a blogosfera:(...


    Bem, vim desejar-te uma óptima Páscoa.

    Jinhossssss
    A minha pele..o meu cheiro.. said...
    Passei por acaso...
    Gostei do texto, muito bom.
    Vou voltar.

    Bjx com cheiro da pele.
    Bruxinha said...
    E com este texto , queres dizer que tambem tu já estas liberto?
    Tem um optimo fim de semana
    Anonymous said...
    Querido Art, esta história nos traduz como é importante se valorizar, gostar de si próprio primeiramente, para então se envolver com outra pessoa. Um grande beijo e Feliz Páscoa, meu amigo!
    ~~Nuvem~~
    http://www.nuvensquepassam.blogger.com.br
    Miguel said...
    Os votos de uma Feliz Pascoa cheia de coisas doces ...

    Bjks da Matilde
    JPD said...
    Pascoa feliz!
    Um abraço
    Cristina said...
    Uma Pascoa feliz para ti e para toda a familia
    beijinhu GRANDE
    :)
    Isa e Luis said...
    Olá Art,
    Belíssima historia, entre tantas que tu nos presenteias.

    TEm uma boa Páscoa com muita Alegria.

    Beijinhos

    Isa
    Renatinha.. said...
    Feliz Pascoa pra ti também
    Visible Silence said...
    Querido Art,
    Como sempre...as tuas palavras continuam envolventes e sedutoras.

    O Amor... sempre o amor...

    Este texto demonstra bem o que uma pessoa que ama verdadeiramente é capaz de fazer para demonstrar o seu amor... o seu carinho e dedicação...
    Mas prova também que esses momentos de provação servem também para nos conhecermos melhor... como somos capazes de lutar pelo que realmente desejamos... quando realmente desejamos...
    Permite-nos conhecer o nosso real valor... o limite entre o nos darmos e o nos humilharmo-nos...
    Mas... acima de tudo os momentos de provação ajudam-nos... a crescer... amadurecer... para melhor viver o mesmo amor... ou outro amor...

    Adoro a tua presença sempre carinhosa no meu cantinho...
    Espero-te... sempre...

    Feliz Páscoa...com muito amor... Mil beijinhos
    Titá said...
    Excelente! Muito bonito. Adorei

    Tem uma Páscoa Feliz cheia da sensibilidade que te caracteriza.
    Beijinhos
    Adryka said...
    Olá amiga, hoje venho para te desejar uma excente Páscoa junto de todos os que mais amas. beijinhos
    Aware said...
    subime...adorei como sempre...feliz pascoa art****
    Miosotis said...
    Páscoa feliz!

    bjs
    Wakewinha said...
    No fundo, acho que os dois finais (feliz e triste) assentariam a esta história, desde que bem justificados. No fundo, o nosso lado estupidamente irracional e apaixonado, leva-nos a crer (querer) que o final feliz seria o mais conveniente. Mas no fundo sabemos que o rapaz se decidiu pelo melhor, e que as suas razões eram mais do que suficientes. Ela podia tê-lo deixado entrar ao décimo dia, ele já havia provado o que estava disposto a fazer por ela!!!

    Beijito grande e feliz Páscoa... vegetariana! ;)
    Astri* said...
    Páscoa feliz para ti também :D
    que comas mtas amendoas e ovos..

    E eu quero um ovo di choculate... ;(
    bjs **
    http://suinoecultura.blogs.sapo.pt said...
    Hoje é dia de comentar, por isso aqui estou. A mim ninguém me tira da cabeça que o tipo em cem dia e cem noites não teve uns namoricos com outras... Pois, essas promessas de amor têm muito que se lhe diga. Cá para mim, isto foi uma aposta entre amigos para gozar com a moça. Ou então o tipo era mesmo masoquista... Então só se apercebeu que a ela o desprezava passados noventa e nove dias e outras tantas noites?! Tenham dó, mas também me parece que ao fim de todos esses dias, ela só foi ao seu encontro para lhe dar baile. Do género: estás preparado para mais cem dias e cem noites? Bom, chega de deambulações, gostei do texto. Também gosto do blog, é assim para o escuro e tal mas tem bom aspecto. Boa Páscoa, com muitos ovos de chocolate, ou então estrelados, escalfados, cozidos, mexidos ou simplesmente com boas claras em castelo. Bem, tenho sérias dúvidas que este comentário passe na moderação, mas mesmo assim pretendo continuar a visitar este blog, até porque gostei. Obrigado.
    Alexandra said...
    Nada melhor que um texto destes para nos fazer pensar...

    Adorei!

    Até...
    alyia said...
    E boa Páscoa para vocês também
    meialua said...
    Espero que tenham tido então uma Páscoa Feliz.
    Beijos e boa semana*
    Rukinha said...
    espero k a tua tb o tenha sido... =)
    Aprendiz de Viajante said...
    O teu comenário valeu 100%, foi sincero... gostei!

    Estou um bocado cansada para ler o teu texto, mas voltarei... gosto do ambiente que paira aqui!

    Um bjo e boa semana.
    Doryanne said...
    oi, vim ver se havia novidades.
    beijokas e boa semana*
    Misty said...
    ...não há amor poss+ivel sem que haja também um pouco de amor-próprio...aliás, aprendi que começa por aí mesmo...

    Espero que tenhas tido uma boa páscoa...

    Fica bem!
    ricardo said...
    Art,

    isto de falar do amor tem muito que se lhe diga!

    parabéns pelo texto.

    um abraço
    maria said...
    Uma lição de vida, de facto, este conto...Ficção que embora de forma metafórica, pode bem ser realidade...Afinal haverá algum amor que mereça que gostemos tão pouco de nós próprios???
    Beijo
    pensamentos said...
    Hoje é dia de festa nos "meus pensamentos", passa lá, porque também fazes parte dessa festa...

    Abraço
    GNM said...
    Não será mesmo isto a vida?
    Aprender a conhecermo-nos e tirar
    partido de quem somos?

    1 abraço!
    inconfidente said...
    Já disse alguém... !"todas as histórias de amor são tristes, pq se não fossem tristes não eram de amor"
    Renatinha.. said...
    Art.. hoje eu ti falei que gosto de ti ler bem mais do que ontem e bem menos que amanhã..falei?
    Como gosto de estar aqui..
    beijo
    (coloquei um mix de voz no meu blog, me faz uma visita faz..)
    laddy C said...
    Olá,
    Quantas vezes não projectamos no outro espelhos e ilusões de nossas carências e desejos?!
    Quantas vezes não desejamos que o outro nos ame como nós amamos e nos entregamos?!
    Esta estória é a de um ser pronto a dar o seu coração a alguém que não o mereceu!
    Ela nos 99 dias demonstrou que nunca iria dar-lhe aquilo que ele desejava para se sentir amado.
    Respeito, amizade, carinho, presença... Amor!
    Ele percebeu isso e foi embora. O amor para ser bom tem que ser a dois, partilhado, cruzado... Recíproco... Não podemos obrigar ng a amar-nos! Ou se ama ou não se ama...
    As ilusões acontecem quando estamos carentes e desiludidos com determinados acontecimentos. Queremos amar e esperamos que o outro nos dê mais e mais... Não acontece e o melhor é amarmos o que somos e ficar só!

    Beijinhos

Post a Comment