Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Fui passar férias com uma pessoa que conheço, e que eu acho que me conhece bem. Uma das poucas a quem me parece que ainda posso pedir tudo. Acabamos por nos amar, e o nosso amor parece nunca chegar ao fim. Lá para onde fomos, onde por estes dias o sol é impedioso e nos torna passivos, gostava de chegar ao quarto e passear-me com o mínimo de roupa possível. Era o princípio do sexo...

Por vezes torno-me uma presa fácil... para melgas dissimuladas. Ao terceiro dia, no nosso quarto, com o mar como pano de fundo, e um resto de lua perdida no céu, deram à costa as primeiras picadas... instantaneamente transformadas em perturbação das duas da manhã.

- Estás a dormir?
- Não... diz!
- Coça-me as costas...

Isto terminava sempre bem. Eu adormecia satisfeita com um sorriso quase orgásmico, e as mãos que saciavam a minha necessidade partiam em busca das melgas... A vida em comum tem destes episódios, e confesso que já sentia saudades de tudo isto...

2 Comments:

  1. menina said...
    Tinhas saudades de melgas??? bolas... isso é daquelas coisas das quais nunca tenho saudades!!LOL... bem, tu e a mania de te passeares quase nua pela casa...
    Não sabia que o padrinho tinha ido de férias....!! por isso é que ele anda tão desaparecido!
    Beijo para ti de Feliz Natal DarK e que o próximo ano te traga muito Love...
    ;-)
    Boas Festas
    Å®t Øf £övë said...
    Dä®k,
    O silêncio é para mim a mais perfeita forma de por vezes exprimir o que me vai na alma. Nele eu me escondo nas palavras que te poderia dizer. Por vezes o silêncio torna-se na minha maior obsessão, na minha forma de te falar. Eu sei que estás aí, que me ouves, e me percebes. Sei também que sentes e que entendes os meus silêncios. Eles são os teus também...
    Beijinhos.

Post a Comment