Profile | Facebook | Videos | Fotos | Portofolio | Ebay | Leilões.net | email |

Muitos já tentaram desvendar o mistério que é descobrir a origem dos sentimentos, e a verdade é que não o conseguiram, porque os sentimentos fazem parte de nós, nascem connosco, e durante toda a nossa vida nós procuramos, e assimilamos informação, quer voluntária, quer involuntariamente. Pensamos... inspiramo-nos... expressamo-nos... e durante este exercício, que é interagir com o mundo, surge aquilo a que chamamos de sentimentos.

A verdade é que os sentimentos são poderosos, e por isso é que as grandes obras de arte, sejam de que tipo forem, são normalmente criadas em momentos de profundo sentimento. Os sentimentos na sua essência são incontroláveis, por isso inúteis!!! Eu digo inúteis, porque não estão debaixo do nosso controle emocional, simplesmente acontecem, estão lá...

Os sentimentos de euforia, carinho, vontade de proteger, atracção física, e amor que eu sinto cada vez que estou com a pessoa que amo, são completamente incontroláveis. Não há como os disfarçar, ou controlar. Só se for através de antidepressivos, controladores de humor, estimulantes, inibidores, ou qualquer outra substância química.

Se pararmos para pensar, chegamos à conclusão que a maioria das vezes que tomamos uma decisão baseada no calor do momento, quase sempre optamos pela decisão errada. Não há forma de deixarmos de sentir, mas há maneiras de tomarmos decisões mais acertadas. Não há forma de controlarmos os nossos instintos, mas há maneiras de nos controlarmos melhor. Basta fazermos um esforço para sermos cada vez mais racionais.

Eu diria que nós não sabemos de onde vêm os sentimentos, nem qual o real impacto deles na nossa vida, assim como não sabemos um conjunto infindável de aspectos da nossa existência. Sabemos tanta coisa, e ao mesmo tempo ainda temos tanto a descobrir... tantos porquês à espera de resposta...

18 Comments:

  1. JOTA ENE ® said...
    Estou contigo, o amor torna-nos irracionais!

    Bom f-d-s!
    foryou said...
    Ainda bem que muito está por descobrir porque senão a vida seria um grande tédio.

    Por outro lado concordo que uma boa parte das vezes os sentimentos são de certa forma incontrolaveis. É com toda a certeza o que acontece com o sentimento que me traz a um espaço que me dá cabo dos olhos e me obriga a ponderar a hipótese de comprar uma potente lupa!!!
    Caramba!! Já não peço que ponhas as letrinhas do tamanho do teu sentimento mas... aumentar 1 cadito... não??? :P
    Alien David Sousa said...
    ART, concordo com a maior parte do que escreveste, no entanto não posso concordar com a parte em que mencionas que os sentimentos são inúteis. E passo a expicar, o amor que uma mãe sente por um filho é um sentimento, certo? Esse sentimento por vezes move montanhas. Quando o seu filho se encontra numa situação de vida ou morte por exemplo, esse sentimento move montanhas, já deves ter ouvido vários casos, ou até conheceres alguns. Quando amamos alguém verdadeiramente e essa pessoa está em apuros, o nosso sentimento por ela NÃO É INÚTIL, é nesse momento que ele se revela com maior força.
    Tu falas de outra coisa. No entanto não podes colocar tudo numa batedeira carregar no botão e dizer que os sentimentos são inúteis porque não é verdade, são eles que nos tornam humanos, invulneráveis mas ao mesmo tempo são eles que em momentos de crise nos tranformam em super-homens ou super-mulheres. São eles que vão buscar em nós forças que nem sabiamos que detinhamos.

    Acredita, não sei se já passaste por uma situação similar ou não, mas se nunca passaste acredita, quanto tens alguém que amas em perigo são os sentimentos que te fazem lutar com todas as tuas forças. Dizer que são inúteis é dizer que nunca amaste aquela pessoa.

    Beijinhos Art
    Multiolhares said...
    Pensamos ser senhores do nosso destino, poder controlar tudo e todos,
    Mas na verdade não passamos de simples joguetes do universo
    beijos
    Ivan said...
    Os sentimentos são o móvel principal de nossas ações. E, por isso, meu assunto preferido.
    tulipa said...
    ADOREI este artigo sobre os sentimentos, está lindo!!!

    Há novidades nos meus 2 blogues; num deles mostro as minhas habilidades na escrita, 3 trabalhos meus foram publicados num livro, tou toda vaidosa...
    No outro mostro as minhas outras habilidades nas fotografias, dá-me a tua opinião, pode ser?

    No Dia Mundial do Sorriso, como habitualmente, distribui muitos sorrisos de forma fácil e espontânea.
    Eu tenho um sorriso constante no meu rosto, mas por dentro a alma está triste, magoada.

    Beijinhos.
    lady.bug said...
    beijinhos!
    cõllybry said...
    No Espirito vem o registo de tudo,porque razão se diz, parece que já te vi... mas com outra roupagem, o mesmo amor sentiu...

    Nada complicado...Que seria da vida sem sentimento?

    Beijito
    Maria, Simplesmente said...
    Eu gostava de ser racional, mas nunca consegui controlar os meus sentimentos, quando tentei fazê-lo provoquei uma grande catástrofe que piorou a situação.
    Se fosse racional hoje não estava aqui, tinha uma vida diferente, não tinha vivido o que vivi, não era feliz como fui, não tinha as recordações que tenho, não era eu, era outra.
    Ser racional! Só poderei ser com o que me for totalmente indiferente, vivo intensamente a própria vida.
    Aproveito para dizer que olho intensamente um album de fotografias que descobri, principalmente as do deserto. Magestoso o deserto!
    Boa semana
    Maria
    Carla said...
    por isso é que eu continuo na idade dos porquês...tens razão os sentimentos ocultam, de alguma frma, o nosso lado racional, umas vezes é bom que assim seja, outras nem tanto
    tenho um selo para ti lá no canto direito do meu blog, gostaria muito que o aceitasses
    beijos
    miriamdomar said...
    Art
    Esta tua divagação sobre sentimentos ,dá que pensar!
    Não concordo que os sentimentos sejam inúteis! E também acho que temos de ser um pouco mais racionais mas sem exageros!
    Tu vives porque sentes e porque pensas!
    É através do sentimento que tu amas e até pressentes algo em relação ás pessoas que amas!
    A razão é necessária mas muitas vezes não consegue fazer pensar direito sobre sentimentos, nem consegue anular um sentimento!
    O ser humano, ao longo dos tempos tem procurado equilibrar o sentimento e a razão!
    E é isso que temos de procurar, um equilíbrio!
    Bjs
    MARTHA THORMAN VON MADERS said...
    Seu texto estranhamente está combinando comigo. Estou apaixonada , mmeu amor com M, me pediu em casamento, e para todos saberem publicou este pedido no meu blog.
    estou feliz, o amor é importante demais na nossa vida, dele dependemos para ser feliz.
    É mas ficamos meio irracionais mesmo....há, mas é uma delícia. beijos ,
    Oliver Pickwick said...
    Lembrou de mais uma, dentre tantas, das questões existenciais: a origem dos sentimentos. Não há resposta, creio que é mais uma dúvida que levaremos para o além.
    Um abraço!
    Tipp said...
    Julgo que te estas a referir à inteligência emocional.
    Modificar os nossos sentimentos e a forma como sentimos é, para mim, um processo de aprendizagem contínua, com muitos revezes, mas muito compensadora também.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Intelig%C3%AAncia_emocionaljanusjanus
    alfabeta said...
    Os sentimentos dizem tudo de nós.

    Sentir é viver.
    Uma estrela errante said...
    Olá,

    cada vez as pessoas tentam ser mais racionais para se protegerem...

    Beijinho


    http://virtualrealidade.blospot.com

    Isa
    aDesenhar said...
    o amor é belo.
    :-)

    abraço
    A Luz A Sombra said...
    Desculpa, mas... afinal caminhamos a passos largos para descobrir o que provoca o amor, o ódio, tudo o que nos faz sentir...
    Gostaria de não ser descoberto, pois nesse dia... é capaz de acabar a magia!
    A Luz A Sombra

Post a Comment